"Ele estava feliz porque passou de ano", diz avó de criança morta

"Ele estava feliz porque passou de ano", diz avó de criança morta

Criança saiu para comprar pão e acabou sendo usada como escudo humano.

"Ele estava muito feliz porque passou por média. Todo mundo gostava dele". As palavras são de Cleonice Osório, avó de Cleyton Osório dos Santos Mendes, de 10 anos, morto com um tiro nas costas na noite desta quinta-feira (12) em Macaíba, na Grande Natal. O garoto, que cursaria o 5º ano do Ensino Fundamental no ano que vem, saiu de casa para comprar pão quando foi baleado no bairro Campo Santa Cruz.

Os disparos que atingiram Cleyton teriam como alvo um jovem de 18 anos, também baleado, mas que foi socorrido ao hospital e depois acabou preso. O delegado Normando Feitosa, titular da Delegacia de Polícia Civil da cidade, informou que esse foi o 100º homicídio registrado em Macaíba este ano. O responsável pelos tiros, segundo o oficial de operações do 11º Batalhão da Polícia Militar, fugiu de motocicleta mas já foi identificado.

De acordo com o oficial da PM, o suspeito estava perseguindo um jovem na rua Valdir Azevedo, onde também estava a criança. Ao ser cercado pelos suspeitos, o rapaz usou o garoto como escudo humano. Um dos tiros atingiu as costas de Cleyton, que morreu na hora. Também baleado, o jovem foi socorrido ao Hospital Regional Deoclécio Marques, em Parnamirim, na Grande Natal.

Segundo o comandante geral da PM, coronel Francisco Araújo Silva, o ferido foi liberado do hospital e preso logo em seguida. "Ele já tem passagem por homicídio e posse ilegal de arma. Ele já contou à polícia quem foi o rapaz que atirou nele e matou a criança. Agora é questão de tempo até o encontrarmos e ele ser preso também", acrescentou.

Fonte: G1