"Ele me ligou para se despedir", diz amigo skatista de Chorão

Vocalista do Charlie Brown Jr. foi encontrado morto na última quarta-feira

O skatista e empresário Glauco Veloso, 43 anos, diz acreditar ter sido ele uma das últimas pessoas com quem Chorão conversou antes de morrer. Veloso conta que estava em casa na segunda-feira (4) quando recebeu um telefonema do cantor do Charlie Brown Jr. Dois dias mais tarde, o corpo do músico foi encontrado num apartamento em São Paulo.

?Ele me ligou para se despedir?, lembra-se o empresário em entrevista por telefone. Veloso diz que, mesmo assim, chegou a agendar um encontro com Chorão para a quarta. De acordo com ele, nos últimos dois anos o cantor havia intensificado o uso de cocaína. ?Ele estava muito depressivo, cheirando pra caramba, tomava muito Lexotan também.?

O empresário cita que Chorão ?falava que queria morrer?. ?Estava querendo tanto partir, que se isolou?, prossegue, observando que, de dois meses para cá, não vinha conseguindo localizar o amigo. A amizade durava 25 anos, recorda Veloso. ?A gente andava de skate, comecei com 11 anos.? Glauco é de São Bernardo do Campo (SP), daí o apelido pelo qual era chamado por Chorão ? ?Campon?. Durante a conversa, o empresário afirmou estar abatido e pareceu chorar em alguns instantes. Leia, a seguir, os principais trechos.

Fonte: G1