Flávio Bolsonaro passa mal em debate e pai impede ajuda de Jandira

Jair Bolsonaro não deixou candidata da oposição socorrer o filho.

O candidato do PSC à prefeitura do Rio, Flávio Bolsonaro, passou mal durante o segundo bloco do debate na Band, realizado na noite desta quinta-feira. Ele ameaçou cair e foi amparado pelos candidatos Jandira Feghali(PCdoB) e Carlos Roberto Osorio (PSDB).

“Baixa na pressão”, disse ele na hora.

Na mesma hora, o apresentador do programa chamou intervalo. Bolsonaro foi retirado do palco e colocado em uma poltrona da plateia. Algumas pessoas gritavam "médico". Uma pessoa respondeu: a Jandira é médica.

Pai de Flávio Bolsonaro, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), não deixou a candidata do PCdoB socorrê-lo: “Fascista, réu por estupro!”, reagiu Jandira.

Flávio Bolsonaro passa mal (Crédito: Reprodução)
Flávio Bolsonaro passa mal (Crédito: Reprodução)

Bolsonaro disse que ela daria "estricnina" para seu filho: “Você não vai ser estuprada, não. Ela vai dar estricnina para o meu filho”, disse Jair Bolsonaro. O mal-estar de Flávio virou comentário entre a plateia: “Nunca vi isso”, disse uma pessoa da plateia.

Enquanto os dois discutiam, Flávio Bolsonaro era retirado do palco.

O pai tentava animá-lo: “Tranquilo zero um. Paga umas flexões aí”, disse Jair Bolsonaro, enquanto o filho, sentado em uma cadeira da plateia, se recuperava.

Depois de comer um pouco e tomar um suco, o candidato do PSC deixou o local do debate caminhando.

Em nota, Flávio Bolsonaro afirma que foi atendido em um hospital da rede privada e, no início desta madrugada, liberado. O candidato diz que foi vítima de intoxicação alimentar, assim como seus assessores. Também agredeceu a Jandira e Osório "pelos gestos de solidariedade ao socorrê-lo".

Fonte: Com informações do Extra