Nelson Marchezan Jr. vence disputa pela prefeitura de Porto Alegre

No primeiro turno, o candidato tucano obteve 213.646 votos.

Nelson Marchezan Jr., do PSDB, venceu a disputa pela Prefeitura de Porto Alegre no segundo turno das eleições realizadas neste domingo (30). Com 90% das urnas apuradas, o novo prefeito obteve 361.573 votos, o equivalente a 59,98% do total. Marchezan disputava a eleição contra o atual vice-prefeito, Sebastião Melo (PMDB), que ficou com 241.215 votos, 40,02% do total.

No primeiro turno, o candidato tucano obteve 213.646 votos, o equivalente a 29,84%, e o peemedebista ficou com 185.655, o correspondente a 25,93% dos votos. Porto Alegre tem 1.472.482 habitantes e 1.098.515 estavam aptos a votar.

"Todos que quiserem ajudar a governar pelo interesse público estão convocados. Não há nenhuma rejeição partidária, sindical, ideológica. Queremos fazer o que funciona, que funcione rápido, porque a cidade precisa", disse o prefeito eleito à Rádio Gaúcha pouco depois de saber do resultado.

Nelson Marchezan Jr. (Crédito: Reprodução)
Nelson Marchezan Jr. (Crédito: Reprodução)

O segundo turno de Porto Alegre ficou marcado por alguns acontecimentos violentos que geraram, inclusive, pedidos de providências da Polícia Federal no pleito por parte dos dois candidatos. O comitê de campanha de Nelson Marchezan teve vidraças quebradas na Capital. Coordenadores chegaram a atribuir o fato a um tiroteio, mas o inquérito da Polícia Federal concluiu que a destruição foi consequência do tempo chuvoso naquela noite.

Nelson Marchezan Júnior é o candidato do PSDB. Carrega o nome de um político marcante na história gaúcha, o ex-deputado estadual e federal Nelson Marchezan. De alguma forma, a política sempre fez parte da vida do tucano, já que, quando nasceu, o pai tinha 15 anos de uma trajetória que se estenderia até o início de 2002, quando morreu vítima de um infarto.

No mesmo ano, Marchezan Júnior concorreria pela primeira vez em uma eleição. Eleito deputado federal, não assumiu a cadeira devido a uma decisão da Justiça Eleitoral, por falta de comprovação da filiação partidária.

Foi eleito deputado estadual em 2006. Em 2010 voltou a concorrer a deputado federal, e atualmente ocupa o segundo mandato em Brasília.

Nelson Marchezan Jr. (Crédito: Reprodução)
Nelson Marchezan Jr. (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do G1