Em acesso de raiva por não poder viajar com gato de estimação, jovem quebra guichê de empresa aérea

A reportagem tentou localizar a passageira, mas a empresa informou que, por questões de segurança, não pode divulgar o nome da jovem.

Uma jovem teve um acesso de fúria após ser impedida de embarcar com destino a Florianópolis com um gato de estimação no Aeroporto Internacional de Rio Branco, na madrugada de quarta-feira (21), e quebrou o guichê da companhia Azul Linhas Aéreas com chutes. A cena foi presenciada por funcionários e passageiros que aguardavam no local.

A Azul explicou que o compartimento onde o gato seria transportado estava fora dos padrões exigidos pela companhia, que determina que as dimensões sejam de, no máximo, 43 cm de comprimento X 31,5 cm de largura X 20 cm de altura. Segundo a companhia, o valor cobrado pelo serviço, de R$ 150, foi pago pela mulher.

"Apesar dela ter pago a taxa prevista para o transporte do animal, o container apresentado por ela estava fora dos padrões aceitos pela empresa. As regras para o embarque de animais foram informadas, assim como estão disponíveis no site da companhia", disse a Azul, em nota.

Para contornar a situação, segundo a companhia aérea, foi oferecido à passageira que o bilhete fosse remarcado para outro dia, sem qualquer custo adicional, para que ela tivesse tempo de adequar o compartimento, mas ela teria recusado. "A Azul ressalta que ofereceu à cliente a possibilidade de remarcar sua viagem sem custo ou receber integralmente o valor pago pelo bilhete", conclui.

A reportagem tentou localizar a passageira, mas a empresa informou que, por questões de segurança, não pode divulgar o nome da jovem.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: G1