Em decisão, juiz diz que "bandidos estão soltos dando golpe"

Homem havia sido preso por vender cervejas em área irregular

No último sábado (27), ao decidir pela soltura de um preso em Belo Horizonte, o juiz Carlos Alberto Simões de Tomaz, da 17ª Vara da Justiça Federal em Minas Gerais, resolver protestar contra o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

"Enquanto os bandidos deste País, que deveriam estar presos, estão soltos dando golpe na Democracia", escreveu Tomaz em sua decisão

Procurada, a Justiça Federal confirmou a decisão e explicou que o juiz que estava de plantão no fim de semana, expediu três alvarás de soltura, entre eles, o de José Cleuto de Oliveira Almeida.

Ao argumentar sobre sua decisão, o juiz alegou que Almeida "está a ganhar seu pão", ao contrário de outras pessoas que deveriam estar presas. O homem havia sido preso por vender cervejas em uma área irregular. 

"Efetivamente, o custodiado (preso) está a ganhar seu pão, enquanto os bandidos deste País, que deveriam estar presos, estão soltos dando golpe na Democracia", afirmou Tomaz na decisão.


Alvará de soltura do juiz veio com um protesto contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (Crédito: Reprodução)
Alvará de soltura do juiz veio com um protesto contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Uol