Em Santos, mãe de gêmeos aos 61 anos faz tratamento para poder amamentar; saiba!

Em Santos, mãe de gêmeos aos 61 anos faz tratamento para poder amamentar; saiba!

Após dez dias do nascimento, bebês ganharam cerca de 100 gramas

A mulher de 61 anos que deu à luz gêmeos no último dia 23, em Santos, no litoral de São Paulo, terá a oportunidade de amamentar os filhos. Segundo o médico que atende a paciente, Antônia Letícia Asti passou por uma estimulação da glândula mamária para conseguir produzir o leite. Sem esse tratamento, a mãe não conseguiria amamentar os filhos por causa da idade.

A paciente continua internada no hospital São Lucas desde o nascimento dos gêmeos Roberto e Sofia. Segundo o ginecologista Orlando de Castro Neto, Antônia Letícia deve ter alta ainda neste final de semana. ?A pressão já normalizou e ela também já desinchou bem. Acredito que neste fim de semana ela receberá alta?, acredita o médico.

Para Orlando Neto, a grande novidade do processo é que a mãe, que conseguiu engravidar na quarta tentativa de inseminação artificial, vai poder amamentar as crianças mesmo com a idade avançada. ?Foi feita uma hiperestimulação para ativar a glândula mamária, por meio da estimulação hormonal. E deu certo?, explica Orlando.

Segundo o médico, a produção de leite ainda é reduzida, mas o líquido já está sendo tirado para os bebês. As crianças seguem internadas na UTI neonatal do hospital para ganhar peso. ?Os bebês estão bem e devem ter alta dentro de um mês. Tanto o menino quanto a menina já ganharam 100 gramas e estão pesando cerca de 1 kg?, afirma o ginecologista. A expectativa é de que agora os bebês engordem cerca de 200 gramas por semana.

A gravidez

Antônia Letícia tentava ser mãe há mais de 20 anos. Ela foi acompanhada, durante todo esse tempo, pelo ginecologista Orlando de Castro Neto. Após quatro tentativas de inseminação artificial, Antônia finalmente conseguiu engravidar.

Sofia e Roberto nasceram às 22h30 do dia 23 de outubro, na maternidade do Hospital São Lucas. Os bebês nasceram de cesárea pesando cerca de 900 gramas cada um e passam bem. A mãe precisou ficar na UTI durante 24 horas para estabilizar a pressão, mas já foi encaminhada para o quarto. O parto precisou ser adiantado por causa de uma hipertensão severa da mãe, e acabou acontecendo com apenas 31 semanas. Ainda não há previsão de quando eles receberão alta médica.

Fonte: G1