Empresário Andrews Moraes diz que Bernardo, do Vasco, é "171"

Empresário Andrews Moraes diz que Bernardo, do Vasco, é "171"

Bernardo pediu R$40 mil emprestados para pagar restante da casa da mãe e não entrou mais em contato com ele

O empresário Andrews Moraes, em entrevista exclusiva à Rádio Globo, afirmou que o jogador Bernardo é "171". Segundo Andriws, que possui empresas do ramo alimentício na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio, em janeiro de 2012, Bernardo pediu R$40 mil emprestados para pagar restante da casa da mãe e não entrou mais em contato com ele.

"Ele chegou até a mim por um amigo em comum, que sabia que eu tinha esse dinheiro na conta e que sou amigo de vários jogadores. Ele veio até mim, pediu o dinheiro, chorou por 10 minutos na minha frente. Nós fomos até o banco e ele assinou os cheques na frente do meu gerente. Quando chegou a época de me pagar, ele não atendia mais o telefone", afirma Andrews.

O empresário afirma que continuou tentando entrar em contato com o jogador, mas não conseguia.

"Eu mandei o banco fazer o depósito dos cheques mesmo sem a autorização do Bernardo. Dias depois, o meu gerente me ligou dizendo que o Bernardo havia sustado os cheques dizendo que havia sido roubado", afirma, indignado, Andrews Moraes.

Andrews afirma que foi alvo de gozações por muitas pessoas pelo fato de não ter sido reembolsado pelo meia vascaíno, que houve tentativas de acordo com os empresários do jogador e que ingressará com ação judicial para reaver o que entende ter direito.

"Muitos souberam desta situação. Fui alvo de chacota. Foi feita denúncia na Delegacia da Barra, onde Bernardo responde por estelionato. Ele foi intimado a depor sobre esse caso e agora os cheques estão nas mãos da Polícia. Cansei, vamos entrar com a ação, infelizmente Bernardo é caso perdido e, se o Vasco e os empresários não tomarem atitude, veremos um circo dos horrores acontecer", afirma o empresário.

Fonte: Radio Globo