Empresas de telefonia ocupam liderança no ranking de reclamações no Procon-PI

Não é novidade entre os usuários de telefonia, seja fixa ou móvel, que a qualidade dos serviços não tem índices satisfatórios no Piauí, mas em 2014 o nível de reclamações dos clientes bateu recordes e

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUINTA-FEIRA (06) DO JORNAL MEIO NORTE

Não é novidade entre os usuários de telefonia, seja fixa ou móvel, que a qualidade dos serviços não tem índices satisfatórios no Piauí, mas em 2014 o nível de reclamações dos clientes bateu recordes e fez com que as empresas que fornecem o serviço pra o estado chegassem aos primeiros lugares no ranking de atendimentos no Procon-PI. Em 2013, a liderança do ranking foi da Eletrobrás-PI.

Apesar da queda de 21% no número total de atendimentos solicitados ao Procon-PI, caindo de 10.025 em 2013 para 7.873 em 2014, o aumento no número de reclamações feitas pelos usuários das empresas de telefonia foi tanto que fez com que as três primeiras posições no inglório ranking fossem ocupadas por empresas do ramo.

Segundo o levantamento feito pelo órgão, a Telemar Norte Leste S/A, responsável pela telefonia fixa em boa parte do Piauí, lidera o ranking de empresas com maior número de reclamações feitas até essa data. Foram 418 atendimentos, o que representa 5,31% do total. Na sequência, a Claro S.A., que atua na telefonia fixa e móvel, aparece com 317 atendimento, aproximadamente 4% das reclamações. A terceira posição é da empresa TNL PCS S/A, que pertence ao grupo Oi e é responsável pela telefonia móvel da empresa.

Líder no ranking do ano passado, a Eletrobrás-PI ocupa a quarta colocação em 2014 e teve uma queda de 57% no número de reclamações feitas ao Procon-PI, saindo de 724 em 2013 para 314 no decorrer do ano atual. Lojas de departamentos, bancos e supermercados também tem vagas garantidas nas listas das empresas mais reclamadas nos dois anos.

 

Repórter:  Victor Costa

Fonte: Victor Costa