Com novo ministro da Educação, Malvina Tuttman se demite da Presidência do Inep

Com novo ministro da Educação, Malvina Tuttman se demite da Presidência do Inep

Saída foi decidida após reunião com o ministro Aloizio Mercadante

Após reunião nesta quinta-feira com o novo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Malvina Tuttman, deixou o cargo. O Inep é o responsável pela elaboração do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), prova que tem sido alvo de críticas por falhas na impressão de caderno, furto de gabaritos e vazamento de questões.

"Vivi intensamente o Inep e nele aprendi com os meus colegas o valor de ser Inepiana. Saio fisicamente desse importante instituto, mas me sentirei sempre presente em cada sonho realizado e em cada ação desenvolvida pelos servidores do Inep. Para avançar na educação, o Brasil precisa de um Inep forte e o Instituto está pronto para cumprir este desafio", disse a presidente demissionária em nota.

Pela manhã, a secretária de Educação Básica do Ministério da Educação, Maria do Pilar Lacerda, já havia anunciado que também deixaria a pasta. Segundo Lacerda, quem iria assumir o cargo é César Callegari, integrante do Conselho Nacional de Educação.

Na semana passada, o MEC negou que a substituição fosse motivada pelos problemas na última edição da prova, como o vazamento de 14 questões do pré-teste em uma escola do Ceará e os erros na correção de mais de 100 redações.

Malvina Tuttman ficou no cargo por apenas um ano. A ex-reitora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) assumiu a presidência do Inep com o desafio de tentar recuperar o Enem após sucessivas falhas nas edições de 2009 e 2010. Ela substituiu José Soares Neto, que também comandou o órgão por um ano, período em que houve o erro na impressão dos cadernos.

Fonte: Terra, www.terra.com.br