Enem 2013: Estudantes reclamam de questões "impossíveis" de física e química em São Paulo

Enem 2013: Estudantes reclamam de questões "impossíveis" de física e química em São Paulo

Neste primeiro dia de Enem, os candidatos responderam a 90 questões

Os primeiros candidatos a terminarem a prova do primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na tarde deste sábado em São Paulo não entraram em um consenso em relação ao nível de dificuldade do exame. Enquanto alguns consideraram a prova tranquila, outros chegaram a se assustar com questões de química e, principalmente, de física, consideradas impossíveis de resolver.

Às 15h05 (de Brasília), Rafael Nevez Pereira, 19 anos, já estava fora do local onde vez a prova, na rua Vergueiro, região central da capital paulista. Com semblante tranquilo, o rapaz - que trabalha como menor aprendiz em um banco e pretende cursar administração de empresas - conta que ficou com dúvidas em questões de química, mas acredita ter ido bem em sua primeira experiência com o Enem.

Química também foi o ponto fraco da estudante Nandara Oliveira, 17 anos. "Algumas questões estavam impossíveis de resolver", afirmou a jovem.

O grafiteiro Osmar Dantas, 31 anos, quer "ampliar os horizontes". Por isso, está prestando o Enem para estudar Artes e assim colaborar com o movimento hip-hop do qual faz parte. "Me preparei com estudos específicos e questões comentadas na internet. Me senti seguro e achei a prova, no geral, fácil. Mas tive dificuldade em física".

Já Michael Galvão, 19 anos, diz ter ido mal em física. "Essa matéria nunca foi meu ponto forte. E senti que não consegui resolver os exercícios com consciência", afirma Galvão, que espera ingressar em um curso de Artes Plásticas.

Fonte: Terra, www.terra.com.br