Enfermeiros e técnicos paralisam atividades a partir de segunda-feira

Além disso, os profissionais da categoria que atuam no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) também vão cruzar os braços

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUARTA-FEIRA (03) DO JORNAL MEIO NORTE

Os Enfermeiros e Técnicos de Enfermagem que trabalham em hospitais estaduais do Piauí paralisarão suas atividades a partir da próxima segunda-feira (08). Eles alegam que não receberam o reajuste salarial de 30%, que deveria ser pago, referente ao mês de novembro. A paralisação deve durar por um período de três dias.

Além disso, os profissionais da categoria que atuam no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) também vão cruzar os braços. Segundo eles, o ponto eletrônico que passou a controlar a entrada e saída dos profissionais no local está valendo apenas para enfermeiros e técnicos de enfermagem. “Eles afirmam que vale para todos, mas na prática, nós sabemos que só está valendo para nós enfermeiros e técnicos de enfermagem”, disse o presidente do Sindicato dos Enfermeiros e Técnicos em Enfermagem do Estado do Piauí (Senatepi), João Sérgio Moura.

Em todo o Piauí existem cerca de 6.500 profissionais entre enfermeiros e técnicos e em Teresina são aproximadamente 3.800. A expectativa é que uma quantidade significativa desses profissionais que atuam tanto no Estado como no HUT cruzem os braços.

Sobre os motivos alegados para a paralisação destes profissionais no HUT, a Assessoria de Imprensa do Hospital informou que o ponto eletrônico está valendo para todos os profissionais que atuam no local, indistintamente. O equipamento ficou em caráter experimental por alguns dias e desde segunda-feira (02) já está valendo como controle de entrada e saída dos profissionais.

Repórter: Pollyana Carvalho

Clique e curta Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Pollyana Carvalho