Enjoo na gravidez pode sinalizar bebês mais inteligentes

Hormônios responsáveis pelo desconforto auxiliam desenvolvimento neurológico do feto

Um estudo realizado por médicos do The Hospital for Sick Children, no Canadá, comprovou que os enjoos sofridos pelas gestantes durante a gravidez estão associados à inteligência do bebê. A pesquisa analisou mais de 120 crianças, com idade entre 3 e 7 anos.

Os resultados apontaram que os filhos das mães que sofreram com enjoos e vômitos durante a gestação, obtiveram uma pontuação maior nos testes de QI, memória e habilidades linguísticas. Os pesquisadores explicam que os enjoos ocorrem devido às alterações tanto nos hormônios produzidos pela glândula suprarrenal quanto nos níveis de progesterona no corpo feminino, que se elevam muito na fase da gravidez e provocam o desconforto.

A importância da participação ativa da glândula suprarrenal na gestação de bebês mais inteligentes está na sua atuação no organismo. Elas são constituídas por dois tipos de tecido, o córtex e a medula, que formam o Sistema Nervoso Autônomo no cérebro. Dessa forma, os hormônios produzidos pelas glândulas, quando associados à alta produção de progesterona, estimulam o desenvolvimento cerebral do bebê, promovendo os altos índices de QI.

Fonte: minhavida