Entrega de viaduto na zona Sul de Teresina deve ser antecipada em um mês

A informação foi confirmada por Alzenir Porto.

A obra de construção do viaduto na Avenida Higino Cunha, zona Sul de Teresina, poderá ter sua finalização antecipada em um mês.

A informação foi confirmada por Alzenir Porto. De acordo com a superintendente, a obra não encontrou nenhum empecilho e, por isso, o prazo de 120 dias poderá ser diminuída para 90 dias.

De acordo com a superintendente, a obra não encontrou nenhum empecilho e, por isso, o prazo de 120 dias poderá ser diminuído para 90 dias.

Se for necessário, as pessoas envolvidas na obra trabalharão também no turno da noite, segundo adiantou Alzenir. A antecipação da finalização da obra se mostrou necessária diante dos transtornos no trânsito causados com a interdição de alguns trechos nas proximidades da obra. "Vamos aumentar a celeridade da obra para diminuir esse prazo de entrega. Acreditamos que é possível", pontuou a superintendente.

Enquanto a obra não é finalizada, a passagem de carros em alguns trechos está sendo liberada quando eles precisam ir a estabelecimentos comerciais que ficam no trecho interditado. Isso está sendo feito com o objetivo de não prejudicar tanto o comércio no local.

"Os fiscais liberam a entrada do carro até o ponto permitido. A partir desse local, ele deixa o carro e faz o restante do percurso a pé", disse Alzenir. Além disso, a rotatória da Avenida São Raimundo já foi liberada também.

Várias vias públicas que ficam no entorno da obra servirão de rotas alternativas para os condutores, como, por exemplo, as ruas Padre Nonato e João da Cruz Monteiro, que dão acesso a partir da Higino Cunha à Avenida São Raimundo, que passa atrás da Maternidade Dona Evangelina Rosa e do Quartel da Polícia Militar.

O viaduto oferecerá quatro pistas para o tráfego de veículos, além das alças de conversão livre à direita. Por dia passam pelo cruzamento cerca de 40 mil veículos, o que provoca longos engarrafamentos nos horários de pico. A construção do viaduto ajudará a resolver o problema na região.

A obra tem por objetivo facilitar o acesso à ponte Wall Ferraz e a ligação entre as zonas Sul, Sudeste, Leste e Centro/ Norte da cidade. Estão sendo gastos em torno de R$ 4,7 milhões, com recursos da Prefeitura de Teresina e do Ministério das Cidades.

Fonte: Pollyanna Carvalho