Enxurrada mata menina de 11 anos e deixa ao menos 60 desabrigados

Corpo da vítima foi encontrado neste sábado (23) em Boiçucanga.

Uma criança de 11 anos morreu após ser levada por uma enxurrada durante um temporal na noite de sexta-feira (22) em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo. O corpo da vítima foi encontrado pela Defesa Civil na manhã deste sábado (23) em Boiçucanga, na costa sul.



De acordo com a Defesa Civil, a vítima, que morava em uma área de risco em Boiçucanga, foi arrastada pela força da água por cerca de um quilômetro. A chuva causou estragos em outras regiões da cidade. Além de Boiçucanga, Maresias foi outra região bastante afetada. Em Ubatuba, a chuva também provocou estragos.

Segundo a Defesa Civil, o corpo da vítima foi encontrado por volta das 10h. A mãe da criança, que ficou ferida e teve escoriações pelo corpo, está internada no Pronto Socorro da cidade. Toda a casa da vítima foi levada pela força da água.

"A casa dela fica à margem do rio Itú, do lado de uma cachoeira e chovia muito forte. A mãe saiu para pegar um copo de água para a filha e uma enxurrada atingiu a casa. A casa foi destruída pela força da água e a vítima foi levada também", disse Carlos Eduardo dos Santos, coordenador da Defesa Civil de São Sebastião. Segundo ele, o rio subiu 2.22 metros durante a chuva.

Segundo ele, a casa da vítima ficava em uma área de risco e a família já havia sido orientada a sair do local. "É uma área de risco porque fica muito perto do rio. A casa já tinha 12 anos ali e toda vez que chovia havia preocupação. Já haviam sido orientados e infelizmente aconteceu a tragédia. Todos que moram à beira do rio são orientados, mas a maioria não sai", afirmou.

Ao todo, aproximadamente 20 famílias, cerca de 60 pessoas, estão desabrigadas no município. As nove famílias de Boiçucanga que estão desabrigadas devem retornar para suas casas ainda neste sábado, segundo a Defesa Civil. O restante das famílias são do Sertão de Cambury e devem ser levadas para um ginásio municipal.

Uma ponte localizada na Estrada do Cascalho, que dá acesso a Boiçucanga, foi danificada devido ao transbordamento do rio. A ponte foi interditada para o tráfego de veículos.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, a chuva durou cerca de quatro horas e teve início por volta das 20h. Foram registrados 99,3mm de chuva em Boiçucanga e 123,9mm em Maresias. A quantidade de chuva de sexta-feira representa 77% do total da chuva esperada para o mês de fevereiro todo.

A prefeitura montou dois pontos de arrecação de alimentos e água para ajudar a população. Um deles é na regional da prefeitura em Boiçucanga e o outro na Secretaria de Segurança, que fica na Avenida Guarda Mór Lobo Viana.

Fonte: G1