Erro em galeria provoca buracos no bairro Dirceu

Erro em galeria provoca buracos no bairro Dirceu

A op??o por construir uma galeria usando o PVC como material parecia ser uma decis?o acertada h? 10 anos; por?m, com o passar do tempo essa a??o passou a ser o pesadelo de dezenas de moradores da Quadra 250 do Bairro Dirceu Arcoverde, em Teresina. Devido ao erro nessa escolha, buracos come?aram a aparecer com frequ?ncia na rua e o problema tornou-se maior do que era imaginado. No per?odo chuvoso, o transtorno ? multiplicado e a solu??o, aos olhos da popula??o, parece estar distante.


?

?

?

?

?

?

?

?

?

?

?

?

?

?

?

?

?

Na ?ltima semana foram conclu?dos os reparos na principal via da Quadra 250, cerca de 3 buracos tiveram que ser cobertos pela Prefeitura Municipal de Teresina, atrav?s da Superintend?ncia de Desenvolvimento Urbano (SDU- Sudeste). O trabalho durou cerca de uma semana e temporariamente dar? um sossego aos residentes. ?Este ? um problema recorrente, uma cratera quase engoliu uma casa, tudo isso pelo fato da constru??o equivocada dessa galeria?, garante o professor Wilton Ara?jo. Morando no local h? 15 anos, ele n?o tem a menor d?vida. ?Os buracos voltar?o?, aponta.

Segundo o gerente de obras da SDU-Sudeste, Rog?rio Ribeiro, a prefeitura tem conhecimento da quest?o e admite que a resolu??o n?o ? simples.

?Pensavam que o uso do PVC na galeria seria algo bom, contudo acabou dando errado. Para resolver de uma vez por todas ? muito dif?cil, a obra ? muito longa, custa muito dinheiro e a PMT n?o tem esse recurso todo?, desabafa. Ribeiro ainda orquestra para a celeridade nos reparos assim que os buracos retornam. ?Sempre que a popula??o aciona n?s estamos resolvendo o mais r?pido poss?vel. Provavelmente no resto deste ano os buracos n?o aparecer?o novamente?, conta.

Quando as crateras surgem, os riscos de acidentes tamb?m evoluem gradativamente. ?Motoqueiros j? ca?ram dentro?, aponta o aposentado Armindo Marques. Nos moradores tamb?m permeia o medo do comprometimento da estrutura das resid?ncias. ?Teve um tempo que quatro casas j? foram condenadas. Tememos que alguma desabe e aconte?a o pior?, diz.

A operadora de telemarketing La?s Lara converge para as dificuldades enfrentadas, mesmo sem os buracos. ?Essa rua s? vive tendo problema?, afirma. Lara est? descrente com a ado??o de alguma solu??o, ela ainda alerta para a displic?ncia dos motoristas. ?Com rebaixamento ou sem rebaixamento da rua, eles passam em alta velocidade e isso piora ainda mais essa quest?o, corre o risco de se ferirem gravemente?, detalha.

O tr?fego na regi?o no per?odo em que essa dificuldade aparece fica extremamente comprometido. ?Os ve?culos n?o conseguem sair, prejudica demais?, afirma Wilton Ara?jo. Na tomada de decis?es ficam dois lados opostos que buscam a melhor solu??o poss?vel para o impasse. Com a reclama??o da popula??o, n?o demorou para a PMT tapar as crateras. Contudo, j? ? certo que a harmonia s? durar? at? o pr?ximo per?odo de predom?nio das chuvas, e todos sabem disso. A culpa para a dificuldade est? em erros passados, em torno de mais de dez anos atr?s. As mudan?as s?o buscadas com afinco e as melhorias sonhadas a cada dia.

Rog?rio Ribeiro destaca a preocupa??o da PMT com os anseios dos moradores. ?Estamos fazendo o poss?vel, mas no momento estamos com outros projetos envolvendo galerias na regi?o do Grande Dirceu?, finaliza.

Entulhos incomodam moradores

Os entulhos resultantes das obras continuaram na rua por um bom tempo e at? a visita da equipe de reportagem do Jornal Meio Norte ainda geravam transtornos ? popula??o. Essa situa??o tem aborrecido os moradores que pedem a retirada. ?O material est? a? todo jogado, isso prejudica bastante, eu espero que eles venham logo resolver essa dificuldade?, aponta o aposentado Armindo Marques. Por?m, o gerente de obras da SDU-Sudeste afirmou que o processo s? foi conclu?do na quarta (04), e deu um prazo para a limpeza do local. ?N?s acabamos de terminar e em breve tudo estar? resolvido?, diz.

O aposentado tamb?m destaca outro empecilho. ?Os trabalhadores acabaram quebrando minha cal?ada. Eu j? pedi o material para consertar e nada

Espero que resolvam logo?, declara. Marques ? um dos moradores que mais demonstram descr?dito com o tapamento das crateras. ?Quando a galeria estourar, a ?gua vai sair e novamente eles retornar?o?, destaca. As quest?es que envolvem a Quadra 250 geram bastante impasse, um erro na escolha do material para a constru??o da galeria foi respons?vel por toda uma s?rie de dificuldades que contornam a realidade dos moradores nos dias atuais e se perpetuam por muito tempo. A espera ? que algum dia tudo se resolva e os buracos nunca mais voltem a aparecer.

Fonte: Carolina Durães e Lucrécio Arrais
Tópico