Escassez de profissinais sobrecarrega atendimento em Posto de Saúde da zona Sul

Escassez de profissinais sobrecarrega atendimento em Posto de Saúde da zona Sul

Procedimentos como aplicação de vacinas em crianças e em idosos estão sendo feitos por uma única técnica em Enfermagem

O Posto de Saúde do Planalto Uruguai, zona Leste de Teresina, foi reformado recentemente, mas não dispõe de médicos e outros profissionais para o atendimento da população. A escassez de mão de obra qualificada sobrecarrega o trabalho de alguns profissionais.

Procedimentos como aplicação de vacinas em crianças e em idosos estão sendo feitos por uma única técnica em Enfermagem. ?Eu estou sozinha no atendimento. No dia 22 de abril eu recebi 500 doses de vacinas, em seguida eu mobilizei a população. Depois disso chegaram mais duas remessas de vacinas totalizando 1100 doses somente aqui no posto do Planalto Uruguai?, disse a funcionária.

Nos corredores, a cena é de filas e mais filas que incluem até quem deveria ter prioridade no atendimento, ou seja, pessoas da terceira idade e mães com bebês.

O caso se torna mais difícil quando há a necessidade de especialistas em Pediatria e Ginecologia. Nesses casos, os pacientes são encaminhados para os hospitais, o que gera muita constrangimentos e insatisfações para a população.

A unidade Básica enfrenta problemas de toda natureza. O que mais preocupa é a falta de profissionais qualificados. Inclusive, uma funcionária que trata mal os pacientes já vai ser exonerada do atendimento. Esta é uma das medidas adotadas que ajuda, mas que não resolve o problema.

Fonte: Denison Duarte