Escola incentiva leitura de alunos e pais na zona Norte de Teresina

O projeto foi pensado pela diretora Noranei Pacheco

O incentivo à leitura é um dos papéis primordiais de qualquer instituição de ensino. A Escola Municipal José Carlos, localizada no Bairro Memorare, zona Norte de Teresina, está se destacando com projetos de leitura.

No local há uma banca de livros e periódicos, onde os estudantes e os pais são estimulados a ler. A iniciativa tem aumentado o rendimento escolar dos 425 alunos.

O projeto foi pensado pela diretora Noranei Pacheco, que enxerga a leitura como o ponto de partida para o aprendizado. Por isso, a ideia é que os pais auxiliem e incentivem os filhos a lerem.

"Não adianta somente a escola se responsabilizar, o hábito deve vir de casa, através de exemplos. Na nossa banquinha temos jornais, revistas e livros que trago de casa", explica.

Para reforçar a leitura com os pais, os professores fazem um rodízio de livros semanalmente. Toda sexta-feira os estudantes levam um paradidático para ser lido no final de semana e o devolvem na terça-feira. É nesse dia que a turma faz uma discussão sobre o que foi lido.

Segundo a professora Helena Gomes, o hábito da leitura influencia no desenvolvimento educacional da criança como um todo. Os alunos, que antes escreviam timidamente poucas linhas, agora estão desenvolvendo os textos com mais facilidade. As notas nas avaliações também estão aumentando consideravelmente.

"É notável a melhoria que estamos tendo com esses projetos, as crianças estão interagindo mais na sala de aula. Os pais também estão se preocupando mais com essa questão. Quando o aluno falta e a gente não manda o livro, os pais vêm saber por que não mandamos o paradidático da semana.", revela.

Bem articulada, a Renata Cristine nem parece uma menina de apenas sete anos. A pequena conta que leva os livros para casa e sempre lê com os seus pais, que a ajudam a saber o significado e a pronúncia das palavras que não entende.

"Eu gosto do projeto de leitura da minha escola, sempre tiro um tempo para eu ler os livros que são passados. Eu tenho um irmãozinho menor que sempre leio para ele também gostar de ler quando ficar mais velho".

Fonte: Pollyana Carvalho e Rhauan Macedo