Escola Municipal da cidade de Timon é reformada e ampliada

Trabalho

A educação básica de Timon ruma a novos caminhos, que apontam para um futuro de oportunidades para os jovens do município. Pois é através de uma boa escola que uma boa formação trilha passos para uma vida melhor, com mais esclarecimento e melhores expectativas.

E é com esse pensamento que a atual gestão da Prefeitura Municipal de Timon, através da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), prioriza o atendimento aos estudantes do município. A série de reformas e ampliações que estão sendo realizadas nas escolas é uma prova disso.

Pois é dando mais conforto e acolhimento aos alunos que a SEMED quer melhorar os resultados, fato comprovado em recente levantamento do IDEB. A escola Tia Maria Luiza Moura é mais uma beneficiada, após reforma e ampliação, inaugurada na última quinta-feira (23).

Durante a solenidade, o prefeito Luciano Leitoa se mostrou presente à comunidade e cumpridor de promessas. “Eu vejo nos olhos de muitas crianças aqui o futuro.

Por muitas vezes disse, antes de ser prefeito, que, se eu tivesse oportunidade de ser prefeito da minha cidade, eu iria tentar dar para os filhos de muitos uma educação parecida com a que meus filhos tivessem”, declarou.

A escola faz parte de uma extensa lista de unidades que receberam, juntas, mais de 4 milhões em investimentos. Inaugurada em 21 de março de 1988, a Tia Maria Luiza Moura nunca havia passado por um reforma tão grande, que inclui piso novo, forro nas salas, mais três salas de aula, banheiros novos e reformas dos antigos.

Ao todo, foram investidos mais de 190 mil reais nesta intervenção, proporcionando uma maior capacidade de atendimento. Antes eram atendidos pouco mais de 270 alunos, agora serão 400 alunos.

Segundo Dinair Veloso, secretária de Educação, mais está por vir. “Trabalhamos diariamente visitando as escolas tanto da zona urbana como rural para verificar as carências e necessidades.

Temos atenção para, além de construir, reformar, climatizar e ampliar, termos uma manutenção diária para que nada possa atrapalhar o processo de desenvolvimento do ensino e aprendizagem”, finalizou.

Fonte: Thays Teixeira e Lucrécio Arrais