Escolas têm até dia 29 para informar frequência escolar dos beneficiários do Bolsa Família

O acompanhamento da frequência escolar é feito bimestralmente para os beneficiários entre 6 e 17 anos de idade

Escolas têm até o próximo dia 29 de abril para informarem a frequência dos alunos beneficiários do Bolsa Família no Sistema de Presença do Ministério da Educação. Os dados são referentes ao primeiro período do ano letivo de 2015 (fevereiro/março) e começaram a ser registrados no dia 1º de abril. O repasse das informações é feito pelas secretarias municipais de Educação e o monitoramento pelos gestores do Bolsa Família.


A diretora substituta de Condicionalidades do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Juliana Agatte, explica que o acompanhamento da frequência às aulas tem como objetivo reforçar a inclusão e a permanência escolar. “É por meio do registro de presença das crianças e dos adolescentes beneficiários do Bolsa Família que monitoramos quem está frequentando as aulas e quem, por algum motivo, apresenta dificuldades no acesso a este serviço básico.”

Segundo Juliana, é importante q ue as redes de educação compreendam a importância do registro da frequência escolar do programa e façam isso nos prazos estabelecidos. “Os casos recorrentes de baixa frequência sinalizam alguma situação de vulnerabilidade ou risco social, que devem ser acompanhados pela assistência social no município, em conjunto com a área de educação”, explica.

Os próximos períodos de registro de dados no sistema serão, respectivamente: 1º a 26 de junho (bimestre abril/maio); de 1º a 28 de agosto (junho/julho); 1º a 30 de outubro (agosto/setembro); e 1º a 23 de dezembro (outubro/novembro).

Manter crianças e jovens na escola é um dos compromissos assumidos pelas famílias beneficiárias do Bolsa Família. O acompanhamento da frequência escolar é feito bimestralmente para os beneficiários entre 6 e 17 anos de idade.

Entre outubro e novembro do ano passado, último período letivo, mais de 15,7 milhões de crianças e jovens beneficiários do Bolsa Família tiveram sua frequência esc olar acompanhada. Mais de 96% desse montante, 15,1 milhões de alunos, cumpriu a frequência mínima exigida. Alunos de 6 a 15 anos devem frequentar pelo menos 85% das aulas, e jovens entre 16 e 17 anos devem ir a pelo menos 75% das aulas.

 

Fonte: Assessoria