Escultura mostra como seria corpo capaz de sobreviver a acidentes

O boneco foi feito com silicone, fibra de vidro e cabelo humano

Todos os seres vivos evoluem para se adaptar melhor às condições de vida. Você já imaginou como seriam os seres humanos se eles se adequassem para evitar uma das maiores causas de morte do mundo, os acidentes automobilísticos?

Provavelmente não, né? Mas o governo de um estado australiano sim. As autoridades de Victoria uniram uma artista plástica, um cirurgião especializado em traumas e um perito de acidentes para criar Graham, o ser humano que poderia bater o carro em alta velocidade, ir para casa e jantar como se nada tivesse acontecido.

Ele não tem pescoço, o que elimina o risco de fratura das vértebras cervicais, um rosto achatado que protege seu nariz e orelhas, bolsas de ar entre as costelas, como se fossem airbags, pele mais grossa e joelhos capazes de serem dobrados em qualquer direção.

O boneco criado pela escultora Patricia Piccinini, foi feito com silicone, fibra de vidro e cabelo humano. Segundo Joe Calafiore, do Departamento de Trânsito de Victoria, “os carros evoluíram muito mais rápido que os humanos, e Graham nos mostra como somos frágeis. Por isso precisamos melhorar todos aspectos do trânsito para nos proteger de nossos próprios erros”.

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Hypeness