Massa admite má fase psicológica, mas nega sequela e faz cobrança à Ferrari

O brasileiro da Ferrari voltou a negar qualquer tipo de sequela pelo acidente sofrido em 2009, mas admitiu passar por momento psicológico complicado

21/08/2012 - 15:39
Massa admitiu que precisa de resultados, mas disse que carro também tem que melhorar
Massa admitiu que precisa de resultados, mas disse que carro também tem que melhorar
Foto: AP Photo/Balazs Czagany

Felipe Massa aproveitou o período de folga da Fórmula 1 para participar do Racing Festival em Interlagos no último domingo, e concedeu uma entrevista ao programa Globo Esporte, veiculada nesta terça-feira. O brasileiro da Ferrari voltou a negar qualquer tipo de sequela pelo acidente sofrido em 2009, mas admitiu que passa por um momento psicológico complicado.

“Depois do acidente fui fazer análises, fiz o possível e o impossível para saber se tinha afetado algo na minha cabeça. Todos os médicos me disseram que eu tinha 100% de perfeição como antes, que continuo o mesmo. Agora, quando você fica um tempo sem vencer, isso não ajuda no lado psicológico. Mas estou bem”, comentou Massa.

A última vitória do brasileiro na Fórmula 1 foi no GP do Brasil de 2008, no dia em que perdeu o título para Lewis Hamilton na última volta. No ano seguinte, ele sofreria o grave acidente no GP da Hungria e ficaria fora do restante da temporada devido a uma mola do carro de Rubens Barrichello que se soltou e atravessou seu capacete.

Três anos depois, Massa se disse totalmente recuperado, mas agora a preocupação é outra. No último ano de seu contrato com a Ferrari, ele ainda não conseguiu passar de uma 14ª posição no Mundial de 2012. Questionado se acha que tem chances de ficar na escuderia italiana, o brasileiro mostrou confiança.

“Acho não, sei que tenho chance de continuar na Ferrari. Mas enquanto não assina o contrato não tem nada garantido”, respondeu Massa, que confirmou saber o que precisa fazer para não perder o assento. Mas ele lembrou que a equipe também precisa fazer sua parte.

“Preciso melhorar, não só eu, como a equipe. Não faço nada sozinho, é importante trabalhar em equipe, melhorar o carro. As próximas corridas serão importantes para o futuro. Acredito no que sou capaz de fazer e no que já mostrei tantas vezes”, completou Massa.

FONTE: UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ver mais+

DEIXE SEU COMENTÁRIO

voltar para o topo