Esquizofrênico, jovem que matou professor vai para hospital

Ele é acusado de ter matado com uma facada no peito o professor Kássio Vinícius Castro Gomes

A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) de Minas Gerais informou nesta segunda-feira que o estudante considerado inimputável pelo Ministério Público após ser acusado de matar um professor em 2010 foi internado no Hospital Psiquiátrico e Judiciário Jorge Vaz, em Barbacena, na região central de Minas Gerais, na manhã de sábado. O estudante de Educação Física Amilton Loyola Caires, 23 anos, foi identificado como portador de esquizofrenia em 2011, após perícia do Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte.

Ele é acusado de ter matado com uma facada no peito o professor Kássio Vinícius Castro Gomes, 39 anos, dentro do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix, no Bairro de Lourdes, em Belo Horizonte, em 7 de dezembro de 2010. O crime teria sido motivado por uma nota baixa aplicada pelo professor ao estudante.

Amilton estava em liberdade provisória desde o último dia 17, por não estar acautelado em um estabelecimento adequado. Segundo nota da Seds, ele deu entrada na noite de sexta-feira no Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp) São Cristóvão, em Belo Horizonte, após cumprimento de mandado de prisão pela Polícia Civil. Na manhã de sábado ele foi transferido para o hospital, onde ocupará uma vaga temporária disponibilizada pela Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi).

Fonte: Terra