Estação Ferroviária de THE se torna um patrimônio nacional

O Ministério da Cultura reconheceu o Conjunto da Estação Ferroviária de Teresina como bem do patrimônio nacional

Foi homologado esta semana o tombamento do Conjunto da Estação Ferroviária de Teresina. O local passa a ser o quarto bem localizado na capital a ser reconhecido como patrimônio cultural brasileiro. Com isso, serão intensificados os cuidados especiais de preservação desse patrimônio.


Estação Ferroviária de THE se torna um patrimônio nacional

O Conjunto da Estação Ferroviária de Teresina se juntou agora à Floresta Fóssil, Igreja São Benedito e Ponte Metálica, que compõem a lista de bens tombados como patrimônio nacional. No Piauí inteiro são 16 bens.

A superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Cultural (Iphan) do Piauí, Claudiana Cruz dos Anjos, explica que a Estação Ferroviária de Teresina tem uma importância muito grande para a história do Brasil. Ela se insere no contexto do final do século XIX e início do século XX, quando se buscava a integração de todo o Brasil, por meio do transporte ferroviário. ?A Estação ferroviária de Teresina faz parte dessa expectativa de progresso, percebida no Brasil dessa época?, observou.

No terreno localizado dentro do espaço tombado será construído o Parque da Cidadania, que também fará parte desse complexo cultural da Estação. O local será construído pela Prefeitura Municipal de Teresina, mas sob o olhar do Iphan. ?Esse espaço foi pensado justamente para valorizar esse local. Agora esperamos que essa construção seja agilizada e que o espaço fique pronto na maior brevidade possível?, completou.

O parque será constituído de escolas de música, dança, biblioteca, cinema e um anfiteatro para espetáculos teatrais ao ar livre com capacidade para mil pessoas. Além disso, o local terá espaço para a prática de ciclismo, caminhadas, pista de skate e uma academia de ginástica gratuita.


Estação Ferroviária de THE se torna um patrimônio nacional

Igreja da Vermelha será o 5º bem tombado em Teresina

O mesmo processo realizado pelo Iphan para o tombamento do Conjunto da Estação Ferroviária de Teresina está agora sendo feito novamente para que a Igreja Nossa Senhora de Lourdes, conhecida como Igreja da Vermelha, seja também reconhecida como patrimônio nacional. Quando homologado, a igreja será o quinto bem tombado em Teresina.

Claudiana afirma que esse é um processo longo, que passa pela aprovação do Iphan, depois vai para o Conselho Consultivo do órgão e depois disso ainda precisa ser homologado pelo Ministério da Cultura. ?É um processo demorado, de caráter administrativo e técnico e resultado de um esforço que vem sendo realizado há algum tempo pelo Iphan?, pontuou.

O tombamento é apenas uma ferramenta para se preservar um bem. Apesar de ser considerada a mais confiável, existem outras formas de preservação, que é de responsabilidade da União, dos estados e dos municípios, conforme estabelece a Constituição Federal.

Fonte: Pollyana Carvalho