Estado investe cerca de R$2 bilhões por ano em educação

A sala AEE é uma unidade multifuncional que recebe 24 alunos, entre 9 e 19 anos, com necessidades especiais.


O governador Wellington Dias inaugurou, na tarde dessa quinta-feira (23), a Unidade Escolar Isolada Adalberto Correia Lima, no município de Olho d`Água do Piauí. A escola, que iniciou o ano letivo regularmente no dia 9 de março, atende a 140 alunos do ensino médio, nos turnos tarde e noite, e conta com um laboratório de informática, quadra poliesportiva e uma sala de Atendimento à Educação Especial (AEE).

A sala AEE é uma unidade multifuncional que recebe 24 alunos, entre 9 e 19 anos, com necessidades especiais. Segundo a professora, Maria Ilaide Leal, responsável pelo acolhimento dos alunos que frequentam sala, a escola trabalha em cima da necessidade de cada aluno. "Os alunos assistidos pela AEE estão em fase de alfabetização, mas já sabem usar o computador. Nas atividades, usamos jogos e brinquedos, a quadra poliesportiva, terapia educacional e fazemos passeios no entorno da escola", revela a educadora.

O aluno do segundo ano do Ensino Médio, Henrique Pereira da Silva, de 15 anos, fala da satisfação de estudar na unidade estadual. "Eu gosto muito de estudar aqui. Nós temos uma escola nova, com laboratório de informática, temos aulas de inglês e espanhol, temos uma quadra nova. Aqui os alunos têm uma escola de qualidade e esse ensino tão bom vai nos ajudar muito no futuro, na nossa profissão", afirma o estudante.

O governador Wellington Dias destaca que foram planejadas 48 novas escolas modelo para os municípios do Piauí. "Acredito que a verdadeira máquina de gerar desenvolvimento é a educação. Por isso, quero trabalhar todas as formas de educação, principalmente a educação inclusiva". Wellington afirma que a intenção do Governo do Estado é construir quadras poliesportivas em todas as escolas com mais de 100 alunos e que vai atender a solicitação da escola por uma brinquedoteca e aquisição de mais computadores para o laboratório de informática da escola.

Dias frisa que o Estado aplica cerca de R$2 bilhões por ano em educação para cuidar de 201 mil alunos. "O Estado tem investido muito em educação. Um aluno custa cerca de R$10 mil por ano e pagamos um piso salarial aos professores estaduais acima do valor do piso nacional. Isso nos orgulha muito. Mas ainda temos que trabalhar para combater a evasão escolar. Temos 100 mil alunos que estão fora de sala de aula e a meta é reduzir esse número a zero".

O governador cita três pilares que deseja fortalecer na sua gestão: o crescimento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) em todo o Estado, o fim da evasão escolar e a necessidade de que haja em sala de aula um professor para cada 25 alunos. "Precisamos melhorar a qualidade do ensino nas escolas que enfrentam dificuldades para o acesso e a permanência de jovens aptos a matricular-se no Ensino Médio Regular. Estamos trabalhando para expandir a oferta para a escolarização e oferecer aos estudantes piauienses a oportunidade de participação em cursos livres, em cursos profissionalizantes como os ofertados no Programa Pronatec e também de poder fazer um curso superior no local onde moram, através da Universidade Aberta", completa Wellington Dias.

Autorização de obras

Durante a inauguração da unidade escolar, o governador Wellington Dias autorizou a construção de uma sede própria do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Piauí (Emater) no município de Olho d?Água do Piauí; o calçamento de 5000 metros quadrados nas ruas da cidades e a implantação do Programa Mais Saber, levando educação tecnológica com ensino profissionalizante para a Unidade Escolar Isolada Adalberto Correia Lima.

"Queremos trabalhar para melhorar a qualidade de vida do cidadão piauiense, gerando emprego e renda. Mas emprego e renda passa pela educação, saneamento básico e desenvolvimento das potencialidades. Autorizamos aqui obras que serão construídas pelo governo do Estado por meio das secretarias de Educação, Cidades e Desenvolvimento Rural", conclui o governador.

Fonte: Ascom