Demanda de sangue do Hemopi volta a preocupar e instituição solicita ajuda

Demanda de sangue do Hemopi volta a preocupar e instituição solicita ajuda

O Hemopi já começa a ficar em alerta e pede a colaboração dos teresinenses.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA SÁBADO (05) DO JORNAL MEIO NORTE

A demanda por sangue no Centro de Hematologia e Hemoterapia de Teresina cresceu nos dias de jogos da seleção brasileira, devido ao número de pacientes que também aumentou, tanto no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), como nos demais hospitais da cidade. Com isso, o Hemopi já começa a ficar em alerta e pede a colaboração dos teresinenses.

Apesar de estar conseguindo atender à demanda, a situação já começa a ficar preocupante, sobretudo porque esta é uma época em que diminui o número de doações, devido ao período de férias escolares, quando muitas pessoas viajam. ?Nós esperamos mais uma vez que os teresinenses compareçam ao Hemopi, para fazer suas doações e ajudem a salvar vidas. Agora nós estamos em um período crítico, que são as férias e entrando no período eleitoral e tudo isso faz diminuir a quantidade de doações?, disse a supervisora de Comunicação do Hemopi, Maria Teixeira.

Para os interessados em ajudar, podem doar pessoas com idade entre 16 e 67 anos (menor de 18 anos apresentar Termo de Consentimento assinado pelo responsável legal); pesar a partir de 50 kg; estar saudável e alimentado e apresentar documento oficial com foto.

Fonte: Pollyana Carvalho