Estudantes reivindicam concurso público para farmacêutico no Piauí

Estudantes reivindicam concurso público para farmacêutico no Piauí

Cerca de 250 estudantes dos cursos de Farmácia cercaram, na manhã de sexta-feira (05), o Palácio de Karnak reivindicando concurso público para o cargo de farmacêutico nos hospitais, farmácias, equipes de Saúde da Família, postos de Saúde e Centros de Apoio Psicossocial. Os estudantes estavam participando da Jornada Acadêmica de Farmácia que começou no dia 2 de setembro e terminou ontem e teve a participação de 800 estudantes.

A estudante Ana Érica disse que a manifestação tem como objetivo a realização de concurso público pelo Governo do Estado e pela Prefeitura de Teresina para garantir a presença do farmacêuticos em estabelecimentos de saúde e aumentar o quadro da farmácia de dispensação de medicamentos excepcionais que tem poucos profissionais da área.

"A lei obriga a presença do farmacêutico na farmácia privada, mas o governo do estado e a prefeitura não estão obedecendo à lei e não estão fazendo concurso público para garantir a presença dos farmacêuticos nos estabelecimentos de saúde. A Prefeitura de Timon realizou concurso público para contratar farmacêuticos, mas nem o Governo do Estado do Piauí e nem a Prefeitura de Teresina fazem concurso", afirmou Zenomar Humberto do Nascimento. A estudante de Farmácia, Ana Érica, declarou que no Piauí existem 1.100 farmacêuticos e que os estudantes também estão reivindicando piso salarial e redução da carga horária para 30 horas semanais.

Clique e veja a fan page do Portal Meio Norte

 

 

Fonte: Jornal Meio Norte