Estudo afirma: trabalhar mais de 48 horas por semana deixa pessoas mais propensas a se alcoolizarem

Segundo os dados obtidos, a probabilidade de consumir álcool aumenta em 11% conforme mais horas de trabalho são realizadas.

Especialistas estão alertando os indivíduos para um fato recém-percebido. Pessoas que trabalham mais de 48 horas por semana são mais propensas a se alcoolizarem

Segundo os estudiosos, mulheres que consomem mais de 14 bebidas alcoólicas semanalmente e homens que ultrapassam o número de 21 drinques no mesmo período estão entre aqueles com risco de desenvolverem problemas futuros, como doenças hepáticas, câncer, AVC, doenças coronárias e problemas de saúde mental.

O ideal, segundo pesquisadores europeus, era de que cada indivíduo não trabalhasse mais que 48 horas semanalmente, já incluindo as horas extras. Apesar disso, a maior parte da população mundial supera tais números no mundo profissional. Estudos anteriores já haviam descoberto uma ligação entre o número de horas trabalhadas ao consumo arriscado de álcool. A atual pesquisa envolveu pequenos estudos preliminares.

Marianna Virtanen, do Instituto Finlandês de Saúde Ocupacional, publicou a primeira análise sistemática dos resultados obtidos junto de seus colegas sobre a associação de longas horas de trabalho ao consumo de álcool. O estudo analisou 333.693 pessoas em 14 países.

Segundo os dados obtidos, a probabilidade de consumir álcool aumenta em 11% conforme mais horas de trabalho são realizadas.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Gadoo