Estudo diz que os homens tem mais senso de direção que as mulheres

É quase impossível existir um cérebro masculino ou feminino

Uma da maiores rivalidades entre homens e mulheres mais a fundo e as primeiras conclusões aparecem. Segundo uma pesquisa recente da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia, homens realmente têm melhor senso de direção do que as mulheres, pois utilizam uma parte separada do cérebro para buscarem o melhor caminho.

Eles chegaram a essa conclusão utilizando scanners cerebrais e dados neurológicos, enquanto os voluntários realizavam testes de direção. A resposta para a pergunta parece ter vindo logo em seguida: quando mulheres receberam doses de testosterona, o desempenho delas em testes de direção melhorou.

O teste envolveu 36 pessoas, metade homens e metade mulheres, que receberam óculos de realidade virtual e precisavam se virar para achar direções estipuladas em testes.

As linhas nesse diagrama mostram que tipo de caminho cada um deles tomou (linhas vermelhas para homens e azuis para mulheres).

Gráfico usado na pesquisa (Crédito: Reprodução)
Gráfico usado na pesquisa (Crédito: Reprodução)


Em geral, os homens se saíram cerca de 50% melhor que mulheres. O principal motivo para a pesquisa é o fato da perda de direção ser um dos primeiros sintomas do mal de Alzheimer.

Os médicos noruegueses, portanto, esperam mapear melhor o cérebro e entender como a doença deteriora as funções da mente. Apesar dos resultados, os cientistas foram rápidos em dizer que cientificamente não existe um conceito definido de cérebros "masculinos e femininos".

Mulher é mais atenciosa que os homens (Crédito: Ilustração)
As mulheres são mais atenciosa que os homens (Crédito: Ilustração)


Mas eles afirmam que tanto homens quanto mulheres possuem características do sexo oposto em seus cérebros. Dessa forma, é quase impossível existir um cérebro completamente masculino ou feminino, por assim dizer.

Além disso, mulheres estão muito mais conscientes dos próprios erros e defeitos na direção, enquanto homens, geralmente, são mais seguros de si e, por isso, erram mais e violam a lei com maior frequência.

Fonte: Com informações do R7