Estudo mostra aumento no número de mulheres que fizeram mamografia no país

Estudo mostra aumento no número de mulheres que fizeram mamografia no país

O resultado da pesquisa foi divulgado hoje pelo Ministério da Saúde

Estudo divulgado hoje (10) pelo Ministério da Saúde indica que a proporção de mulheres que fizeram mamografia nos últimos dois anos subiu para 73,3%. Em 2006, o índice era 71,2%.

A pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) mostra ainda que, nos últimos três anos, cerca de 80% das brasileiras fizeram o exame de citologia oncótica, mais conhecido como papanicolau, que previne do câncer de colo de útero.

De acordo com a pasta, quanto mais baixa a escolaridade da mulher, menor a frequência de realização dos exames. O percentual de mulheres com mais de 12 anos de estudo que fizeram a mamografia foi 87,9% - contra 68,5% entre as que têm até oito anos de estudo. Em relação ao papanicolau, as porcentagens são 89,6% e 76,9%, respectivamente.

De acordo com o Doutor em Radiologia e professor adjunto da Universidade Federal do Piauí (Ufpi), médico Gérson Prado, no Piauí também vem aumentando, ao longo dos últimos anos, a conscientização da mulher para a importância da mamografia.

Ele explica que o exame é essencial para o diagnóstico precoce do câncer de mama e, quando bem indicado, pode ajudar a salvar muitas vidas. "As mulheres têm que estar atentas aos seus exames de rotina, como com a mamografia. Outros exames de imagem também podem ajudar no diagnóstico precoce desse tipo de câncer. O médico deve indicar a melhor alternativa. Mas o fato é que esse aumento na procura pelos exames é essencial para o reforço da Saúde da Mulher", diz o doutor Gérson Prado.

Fonte: Ass