EUA cogitam campanha de vacinação em massa contra gripe suína

O presidente disse que seu Governo realiza um planejamento "rigoroso" por conta dessas previsões

 O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu às autoridades estaduais emunicipais do país que se preparem para um possível aumento de casos de gripe suína no final do ano e para uma futura campanha de vacinação em massa em milhões de pessoas. O pedido foi feito nesta quinta-feira (9).

 "O potencial de um surto significativo se aproxima com o outono [no Hemisfério Norte]", alertou Obama, que falou por telefone da Itália, onde participa da cúpula do G8, em uma conferência sobre a doença, convocada nas imediações de Washington. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama; EUA estudam possibilidade de vacinação em massa para gripe suína no país O presidente disse que seu Governo realiza um planejamento "rigoroso" por conta dessas previsões e solicitou aos responsáveis de saúde de todo o país que "se preparem agora para iniciar um programa de vacinação no outono".

As principais empresas farmacêuticas do mundo trabalham na elaboração de uma vacina contra o vírus da gripe, que se espera que esteja pronta em outubro ou novembro. "Os cientistas e os analistas de saúde pública preveem que o impacto do vírus provavelmente piorará no outono, quando começa a temporada de gripe comum, ou inclusive antes, quando as escolas começarem a abrir, o que em alguns casos ocorrerá em cinco ou seis semanas", disse a secretária de Saúde, Kathleen Sibelius, em comunicado. Fragilidade Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) pessoas com doenças relacionadas à imunodeficiência, como portadores de HIV, correm maior risco diante da epidemia de gripe suína. Por isso, países com altos índices de portadores de HIV --a maior parte na África-- causam profundas preocupações a OMS.

O HIV e a nova forma da gripe também podem se mesclar de uma forma perigosa, como ocorreu com o HIV e a tuberculose. Segundo estimativas da OMS, existem 33 milhões de pessoas infectadas com o vírus HIV pelo mundo. Sintomas A gripe suína é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A, chamado de H1N1. Ele é transmitido de pessoa para pessoa e tem sintomas semelhantes aos da gripe comum, com febre superior a 38ºC, tosse, dor de cabeça intensa, dores musculares e articulações, irritação dos olhos e fluxo nasal.

Para diagnosticar a infecção, uma amostra respiratória precisa ser coletada nos quatro ou cinco primeiros dias da doença, quando a pessoa infectada espalha vírus, e examinadas em laboratório. Os antigripais Tamiflu e Relenza, já utilizados contra a gripe aviária, são eficazes contra o vírus H1N1, segundo testes laboratoriais, e parecem ter dado resultado prático, de acordo com o CDC (Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos).

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br