EUA frustram ataqe em avião usando bomba em cueca

De acordo com as autoridades, nenhum avião chegou a estar em risco.

O FBI está investigando um explosivo que poderia ter sido usado num atentado suicida contra um avião comercial, e que foi apreendido numa operação realizada por autoridades dos Estados Unidos e de países aliados, inclusive o Iêmen, disseram autoridades norte-americanas nesta segunda-feira (7).

Um funcionário graduado disse que, aparentemente, o explosivo foi produzido pelo braço da rede terrorista da Al-Qaeda da Península Arábica, que opera a partir do Iêmen.

Separadamente, no entanto, o Departamento de Segurança Doméstica disse que não haver nenhum plano de atentado contra os EUA em estágio ativo no momento.

De acordo com as autoridades, nenhum avião chegou a estar em risco. A bomba, disseram elas, seria um modelo modernizado do dispositivo usado pelo chamado "terrorista da cueca", que tentou sem sucesso explodir um avião com destino a Detroit no Dia de Natal de 2009. Aquele plano havia sido preparado no Iêmen.

O presidente Barack Obama foi informado sobre o novo caso em abril, e recebeu atualizações regulares desde então, segundo Caitlin Hayden, porta-voz adjunta do Conselho de Segurança Nacional.

Sob anonimato, um funcionário de contraterrorismo disse que "esse dispositivo tem todas as marcas de tentativas anteriores de explosões da AQPA (Al-Qaeda na Península Arábica)". "O complô foi desbaratado bem antes de ameaçar aliados dos EUA", acrescentou a fonte.

O FBI disse estar de posse da suposta bomba, realizando análises técnicas e forenses.

"A exploração inicial indica que o dispositivo é muito similar aos IED (explosivos improvisados) usados previamente pela AQAP em tentativas de ataques terroristas, inclusive contra aviões e em assassinatos dirigidos", disse o FBI em nota.

Fonte: G1