'Ex-gay' , pastor de igreja tem recaída e troca esposa pelo cunhado

A esposa, segundo relatos, se recusava a fazer sexo anal com ele.

Um fato se tornou viral na internet quando um pastor, que se dizia ex-gay, teve uma recaída e trocou a esposa pelo cunhado. O caso aconteceu na pequena cidade de Cacoal, em Rondônia. O pastor foi identificado como Flávio Serapião Birschiner, de 36 anos, que era casado com uma jovem de 23 anos, identificada como Ana Paula Rochinha Birschiner.

Antes de se casar com Ana, Flávio frequentava várias boates dedicadas aos públicos gays e se apresentava com um nome artístico de “Shirley Mac Lanche Feliz”. Com o passar dos tempos, o jovem decidiu mudar completamente a sua vida e resolveu deixar de ser gay. Foi aí que encontrou a jovem Ana Paula, namoraram por um tempo e resolveram se casar. Foram morar no bairro jardim Clodoaldo, em Rondônia. Com o passar dos anos, o jovem virou pastor no bairro onde morava e era respeitado por todos os membros da igreja. Também era considerado por todos como um pastor milagreiro.

Casados há dois anos, o casal teve filhos gêmeos. Como o pastor era 'ex-gay', ele era adepto a praticar sexo anal. Já sua esposa se recusava a praticar o ato sexual com o marido. No entanto, apareceu o irmão de Ana, identificado como Pedro Rochinha Siqueira, de 38 anos, que além de ser o cunhado do pastor. virou seu confidente e amigo. Flávio começou a ganhar fama e foi convidado a participar de vários programas de TV, onde ele debatia temas sobre “Religião e Sexualidade”.

Mas o seu casamento continuava com problemas, porque a sua esposa se recusava a fazer sexo anal com ele. Como a amizade do pastor com o cunhado se fortalecia cada vez mais, o amigo ficou comovido com os relatos do cunhado e de repente ofereceu para o pastor o que a sua irmã negava. De acordo com Ana Paula, o seu casamento acabou devido a sua recusa a praticar sexo anal com o esposo. Segundo ela, o ex-marido era obcecado por sexo anal.

Conforme Ana, ela relatou que tinha conversado com o irmão sobre o problema que estava vivendo com o esposo. Diante da situação, o irmão falou que ela estava fazendo a coisa certa em se recusar a praticar sexo anal com Flávio. Ana afirma que seu irmão se aproveitou da situação e ofereceu o que ela negava para o esposo.

Além de trocar a esposa pelo cunhado, entrou na Justiça para tomar a guarde definitiva dos filhos, pois, segundo ele, é bem melhor que os filhos sejam criados pelo pai e pelo tio, do que uma mãe solteira. 


Fonte: Blastingnews