Ex-ídolo corintiano é preso por não pagar pensão à ex-mulher

Antiga mulher do ex-jogador move ação por falta de pagamento de pensão



O ex-jogador Zé Elias se apresentou nesta quinta-feira à Divisão de Capturas da Polícia Civil de São Paulo. Ele recebeu um mandado de prisão por não pagamento de pensão alimentícia a ex-mulher e advogada, Silvia Regina Corrêa de Castro, com quem teve dois filhos.

Zé Elias não concorda com o valor pedido pela ex-mulher, que, por sua vez, argumenta que os vencimentos do ex-jogador permitem uma melhor remuneração.

O processo está em andamento desde 2006, quando Zé Elias solicitou uma revisão do valor da pensão, cuja ação, cinco anos depois, ainda não foi julgada. Na época, Silvia Regina apresentou um documento que dizia que o ex-jogador, então no Olympiakos-GRE, possuía um contrato de direito de imagem com uma empresa de refrigerante. Sendo assim, ele teria dinheiro suficiente para seguir desembolsando o mesmo valor todo mês.

Segundo a esposa atual de Zé Elias, Renata, o mandado de prisão foi emitido no dia 23 de junho de 2010, durante a Copa do Mundo, quando o marido ainda trabalhava como comentarista na Rádio Globo. Mas só após uma audiência em 2 de maio deste ano, novamente sem acordo entre as partes, que ficou decidido que o ex-jogador precisaria se apresentar à polícia, o que aconteceu nesta quinta-feira.

Ainda de acordo com Renata, Silvia Regina está irredutível em sua pedida e exige R$ 1 milhão referentes a estes cinco anos e mais R$ 25 mil mensais. Como se nega a desembolsar tal quantia, Zé Elias preferiu se apresentar à polícia e cumprir pena de 30 dias. Renata afirma também que eles acabaram de receber um documento que comprova que ele não tinha qualquer contrato de exploração da imagem com a empresa de refrigerante e que isso pode ajudá-lo no caso.

Quem também falou sobre o caso foi a advogada de Zé Elias, a doutora Rita de Cássia Alves Moura, que solicitará um habeas corpus em até 48 horas.

- O valor que ela está pedindo é incompatível com a realidade financeira atual dele.

Uma entrevista coletiva estava prevista para acontecer no início da tarde na Divisão de Capturas da Polícia Civil, mas não foi autorizada pelos oficiais. Ao ser transferido para o 33º distrito, Zé Elias mostrava abatimento e chorava muito.

José Elias Moedim Júnior foi revelado no Corinthians, clube que defendeu profissionalmente de 93 a 96. Além deles, teve passagens por Bayer Leverkusen-ALE, Internazionale-ITA, Bologna-ITA, Genoa-ITA e Santos. Também defendeu a Seleção Brasileira e conquistou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Atlanta-1996.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com