Ex jogador do Fla é acusado de agredir esposa grávida

Depois de muita insistência, o ex-jogador do Flamengo permitiu a entrada dos militares

A Polícia Militar de Teófilo Otoni, em Minas Gerais, foi acionada na manhã deste sábado para efetuar a prisão de Fábio Noronha, do América TO. Vizinhos relataram ouvir muitos gritos e pedidos de socorro na residência do goleiro, mas os policiais, ao chegarem no local, não tiveram a entrada na residência permitida pelo atleta.

Depois de muita insistência, o ex-jogador do Flamengo permitiu a entrada dos militares, que encontraram a esposa do jogador deitada e com várias lesões pelo corpo. Grávida de sete meses, ela disse que não ter sido agredida e não quis registrar queixa. Mesmo assim, os militares deram voz de prisão ao jogador por lesão corporal e desacato.

O Samu foi acionado e conduziu a esposa do jogador ao hospital. Fábio Noronha foi para a delegacia para prestar depoimento e liberado em seguida. No início deste ano, o atleta já havia sido preso por falta de pagamento de pensão alimentícia.

O jogador, maior ídolo da torcida do Dragão, foi algemado e colocado na traseira de uma viatura. O atleta teria resistido à prisão. Aos deixar a residência, bastante nervoso, o goleiro percebeu a presença de câmeras e acusou os policiais de agressão e de quererem aparecer para o público.

- Estão querendo fazer graça, estão querendo fazer graça. Mas vamos lá. Está me machucando, compadre. Está me machucando. Está querendo fazer graça com meu nome. Os caras quiseram fazer graça com meu nome, e vocês invadiram minha casa - disse Fábio Noronha aos policiais.

O delegado que ouviu o goleiro disse que não encontrou elementos suficientes para fazer a prisão do goleiro. Ainda segundo a autoridade policial, será aberta uma investigação para o apurar mais profundamente o caso.

Desde 2010 no América TO, o goleiro apenas tem treinado com o grupo, já que o time não disputará mais nenhum campeonato nesta temporada.

Fonte: Globo.com