Execução de obra atrapalha comércio no bairros Três Andares na zona Sul de Teresina

A construção de uma galeria no Bairro Três Andares trouxe transtorno para os comerciantes da área, que afirmam ter o lucro reduzido a zero desde o início da obra, que tinha previsão de execução para d

A obra de uma galeria no Bairro Três Andares, zona Sul de Teresina, é algo pedido pelos residentes da região há bastante tempo. Entretanto, a construção trouxe transtorno para os comerciantes da área, que afirmam ter o lucro reduzido a zero desde o início da obra, que tinha previsão de execução para dez dias, mas se arrasta por quase um mês. A obra em questão é uma galeria localizada no cruzamento da Avenida Gil Martins com a Rua Celso Pinheiro, que colocará fim às diversas inundações da região. Mas até o momento, não encerrará as dificuldades de quem mantém bares, oficinas e metalúrgicas na região.

É o caso do proprietário Francisco Carlos, que possui um bar no mesmo local da obra. Como os quarteirões ao redor estão interditados e não possibilitam a passagem de veículos, bicicletas e nem pedestres, o movimento do empreendimento caiu 100% desde o dia 31 de março, data em que começaram as obras. “Esta rua era cheia de buracos, mal dava para passar carros, pois o trecho estava muito irregular. Era uma buraqueira danada e ficava insuportável, fazia muito congestionamento e os carros tinham que trafegar a cerca de 20 quilômetros por hora, senão quebrava o escapamento. Esta obra veio para melhorar a situação aqui no bairro, mas piorou muito a minha”, conta.

Francisco Carlos vive exclusivamente da renda obtida no bar e lamenta o prolongamento excessivo da obra que, segundo ele, teria duração de dez dias. Até o momento são 15 dias de obras e de acordo com os funcionários da obra, ainda serão necessários cerca de 20 dias para a finalização do trecho. “Infelizmente, esta obra quebrou minhas pernas. O negócio está parado por não ter trânsito. São 15 dias de prejuízo, eu fiquei isolado por um monte de terra e bagulho das obras. Acaba que meu negócio fica sem existir, pois por aqui não passa ninguém. Já reclamei, mas, como de costume, nada foi feito. O jeito é esperar que termine logo”, reclama.

Carro joga lixo em terreno limpo recentemente


Ainda na Rua Celso Pinheiro, nas imediações do povoado Alegria, a reportagem do Jornal Meio Norte flagrou uma Kombi branca, de placa DAS-4163, jogando lixo em um terreno limpo recentemente pela Prefeitura de Teresina. A área está localizada próximo a residências e em pouco tempo está tomada por urubus, pois a prática é realizada com frequência por várias pessoas. O veículo foi visto jogando sacolas cheias de copos de plásticos, latas de bebidas alcoólicas, energéticos e bebidas quentes. Mas, ao verem a equipe de reportagem do jornal, logo trataram de evadir o local.

Questionados pela prática ilegal, um dos infratores, identificado como José, respondeu. "Trabalhamos para um senhor de um terreno das proximidades e estamos jogando aqui o lixo que jogaram no terreno dele. Não sabíamos que era errado jogar lixo aqui, pois muita gente faz isso. Pedimos desculpas, não achamos que teria problema jogar lixo nesta área", disse. Qualquer depósito indevido de lixo deve ser comunicado à prefeitura através das Superintendências de Desenvolvimento Urbano. O cidadão deve anotar a placa do veículo que realiza a prática ilegal.

 

Fonte: Olegário Borges