Fábio Novo diz que seguirá na defesa de Wellington Dias na Alepi

Deputado que perdeu a eleição para presidência da Assembleia revelou conversa com o governador Wellington Dias após o pleito e reiterou que seguirá na defesa da sua gestão na Casa

Apenas dois votos separaram Fábio Novo (PT) da Presidência da Assembleia, o cargo almejado pelo parlamentar dialoga estritamente com o desejo da alternância no Poder, demonstrado durante a campanha, em entrevista na tarde de ontem, o deputado estadual revelou o apoio que teve do governador Wellington Dias (PT) após a eleição e garantiu que não deixará de lutar pelos interesses do Piauí na Casa. “Ele me ligou, estava em Brasília com Rejane Dias, obviamente o desejo dele era que eu tivesse sido eleito. Ainda não tive oportunidade de conversar com ele, hoje foi um dia muito atribulado. Ele me disse palavras confortadoras, estou à disposição e ver com ele como poderemos traçar metas futuras”, afirmou.

Quanto a relação do Legislativo com o Executivo, Novo disse acreditar que não haverá empecilhos para que os projetos importantes para o Estado sejam aprovados. O deputado defendeu a harmonia entre os dois Poderes, tendo em vista que ambos são imprescindíveis para o bem do Piauí. “Eu tenho certeza de que o fato de eu não ter sido eleito não atrapalhará a questão do Governo. Não vi deputados votar contra interesses do Piauí.

Wellington Dias é um homem maduro e as mensagens que ele encaminhar para a Alepi será de avanços para o Piauí e com certeza a Assembleia não irá se opor a qualquer coisa que for para o benefício do Estado”, apontou.

O parlamentar também afirmou que defenderá o governador na Casa, enaltecendo a sua capacidade de gestão demonstrada nos mandatos anteriores e no início do atual. “Peço a Deus que não me falte coragem para que possa fazer jus aos votos que recebi, defenderei Wellington Dias, sempre que for chamado pelo governador e pelo partido apoiarei esse projeto. Vou permanecer lutando no serviço público. Já recebi a missão de ajudar que a linha da harmonia do parlamento não seja quebrado”, finalizou.

Clique aqui e curta o Meionorte.com no Facebook

Fonte: Francy Teixeira