Fachadas em Teresina são ecléticas

A fachada é elaborada de acordo com estilo do imóvel em si e define a personalidade do proprietário. Existem fachadas modernas, contemporâneas e cláss

Antes de se definir a fachada de um imóvel seja comercial ou residencial o arquiteto junto com o cliente define o plano e direstrizes do projeto da obra. De acordo com as necessidade e anseios do cliente é elaborado o projeto arquitetônico. A fachada é elaborada de acordo com estilo do imóvel em si e define a personalidade do proprietário. Existem fachadas modernas, contemporâneas e clássicas. ?Hoje o predomina são os estilos modernos de fachada com formas retangulares com pilotis e composição de janelas seguidas, por exemplo?, explica o arquiteto Lucioflavio Rocha.

Em Teresina, predomina um estilo eclético. ?Não temos um estilo definido, mas encontramos desde fachadas no estilo neoclássico com frontões (formas pendulares na frente) e poucos arabescos do fim do século XIX. Mas boa parte das construções são de estilo moderno?, comenta o arquiteto. Quando pensamos em fachada remetemos a beleza do imóvel, porém ela não é a parte principal do projeto. ?Não trabalhamos com o que é principal numa casa e sim em conjunto. A fachada faz parte desse conjunto e é o que mostra beleza da casa. Trabalhamos ainda com os conceitos de funcionalidade para conforto ao cliente?, argumenta Lucioflavio.

O revestimento da fachada também é ponto de destaque e que a caracteriza. Para destacar a fachada em uma casa horizontal, por exemplo, empregam-se texturas, esquadrias, além da composição com cobertura do telhado e a forma como foi concebido, afirma o arquieto. Já em construções verticais como prédios de apartamentos é comum o revestimento em pastilha cerâmica e em vidro. ?A pastilha de cerâmica dependendo da cor absorve calor. Já as fachadas com vidro não são recomendadas porque absorvem o calor, embora embeleze e deixa a edificação leve e bonita. É preciso então usar vidros ou películas que impeçam essa absorção?, fala o arquiteto.

A durabilidade da fachada está relacionada no uso de materiais adequados ao nosso clima ? as intempéries de sol e chuva castigam o revestimento. A textura, por exemplo, muito empregada na cidade é a base de acrílico (tinta mais grossa aplicada com rolo especial e que deixa a pintura com relevo). Outros materiais como pedras e cerâmicas também são alternativas.

O arquiteto alerta ainda para o uso de materiais ecologicamente corretos. ?Fala-se muito em construção verde e bioclimática. Por isso, temos que usar materiais como blocos de concreto, cerâmico, pedras adequadas ao clima?, diz.

Em edificações verticais o revestimento cerâmico é o preferido da construções. Além da beleza e cores que proporciona, este tipo de revestimento confere durabilidade a fachada. ?Dependendo da forma como é aplicado ele é resistente. O calor de Teresina exige do aplicador e do arquiteto algumas preocupações com a forma, a maneira e o assentamento do material. Não é necessária nenhuma argamassa especial, mas é preciso atenção quanto as juntas de dilatação que tem a função de aliviar a expansão da cerâmica com o calor do dia?, enumera o arquiteto.

Fonte: Rodolfo Ribeiro