Faculdades terão que reajustar mensalidades em até 6,4% para serem financiadas pelo Fies

Autorização de novos contratos vai levar em conta qualidade do curso.

O Ministério da Educação determinou um reajuste de até 6,4% no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Isso significa que faculdades que tiveram sua mensalidade reajustada em até 6,4% poderão ser financiadas pelo Fies. Instituições que tiverem reajuste acima desse valor ficarão fora.


Segundo a assessoria de imprensa da pasta, a decisão foi tomada depois de a equipe técnica do MEC e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) analisar as informações prestadas pelas instituições de ensino.

Antes do anúncio do reajuste, havia um temor de que as faculades que reajustaram as mensalidades com índices acima de 4,5% poderiam ficar de fora do Fies.

Nesta quinta-feira (12), o MEC divulgou que o Sistema Informatizado do Fies (SisFies) estará aberto para novos contratos a partir do dia 23. As inscrições poderão ser feitas até o dia 30 de abril.

Nesta quarta-feira (11), o ministro da educação, Cid Gomes, disse que a autorização dos novos contratos vai levar em conta a qualidade e o perfil do curso. Graduações consideradas prioritárias para suprir carências do mercado, como licenciaturas, terão prioridade.

De acordo com o ministro, a medida irá coibir a adesão de faculdades de baixa qualidade no programa. “O governo vai colocar um balizador nisso que é qualidade”, disse o titular do MEC.

Cid, porém, garantiu que os alunos que atenderem aos critérios serão contemplados. “Os estudantes brasileiros que demandarem cursos com qualidade ou cursos que estejam no rol de cursos estratégicos para o Brasil (...) terão a nossa chancela”. Entre as áreas prioritárias, ele citou as licenciaturas em física, química e matemática.

Fonte: Globo.com