Família de jovem vítima de estupro luta para realizar aborto

Exames comprovam que adolescente está gravida de 2 meses

Familiares de uma garota de 12 anos que foi vítima de estupro quando ia para escola está lutando para que a garota possa realizar a interrupção da gravidez.

Exames foram realizados e comprovam a gravidez da adolescente após ter sido abusada sexualmente. Sua gravidez se encontra com 2 meses.

O conselho tutelar constatou que a vítima vem sofrendo violência sexual desde os 11 anos e que o ato estaria sendo praticado por umtio da vítima.

Segundo Socorro Arraes, conselheira tutelar, mãe filho querem realizar o aborto. Ela esclarece que a garota está sem estudar por temer ser violentada novamente.

O aborto programado é permitido por lei em caso de estupro e está sendo esperando que uma equipe médica da Maternidade Evangelina Rosa um aval para que o procedimento seja realizado.



Fonte: Portal MN