Família do jogador Hulk segue sem notícias de irmã desaparecida

Irmã mais nova do atacante está desaparecida desde segunda-feira (5).

O delegado Henri Fábio, responsável pela investigação do desaparecimento da irmã do atacante Hulk, do Zenit (Rússia) e da seleção brasileira, afirmou em entrevista à TV Paraíba que até as 9h (10h no horário de Brasília) desta terça-feira (6), a família não havia recebido qualquer contato sobre Angélica Aparecida Vieira, de 22 anos. A irmã mais nova do jogador está desaparecida desde a tarde de segunda-feira (5).


Família do jogador Hulk segue sem notícias de irmã desaparecida

Ainda de acordo com o delegado, a família pediu o afastamento da Polícia Civil do caso para manter a segurança de Angélica, e a polícia continua à disposição.

Assessor do atleta, Acaz Felleger, informou que ele foi aconselhado pela polícia a não se manifestar e que ele segue na Europa esperando o desenrolar do caso.

Angélica foi vista pela última vez em frente a um restaurante no bairro do Catolé, por volta das 14h, em Campina Grande. Ela estava em um carro com um amigo, Hélio Pereira da Silva, no momento em que foi levada. Segundo a polícia, a jovem foi abordada e levada por criminosos no momento em que ele estacionou o veículo.

Hélio Silva disse em depoimento que o carro foi deixado no local da abordagem. O amigo da jovem passou mal e chegou a ser levado para o hospital Pedro I. Passou por exames e recebeu alta.

Na casa onde moram os pais do atacante, a movimentação é intensa, mas nenhum parente quis comentar o caso. Nas redes sociais, amigos de Angélica estão divulgando uma foto da garota e pedindo que a população de Campina Grande ajude a localizá-la.

Fonte: Terra