Família vela homem e na hora de enterrar descobre que ele está vivo; entenda!

Família vela homem e na hora de enterrar descobre que ele está vivo; entenda!

Amigos velaram o corpo e já estavam sepultando a vítima, como sendo Manoel Romão, morador do Bairro Recreio

Um caso inesperado mexeu com a cidade de Piripiri (a 157 Km ao norte de Teresina) na manhã de sábado (26). Tudo começou na sexta feira, quando um ciclista morreu após ser atropelado no Km-187 da BR-343 naquela cidade.

Amigos velaram o corpo e já estavam sepultando a vítima, como sendo Manoel Romão, morador do Bairro Recreio. A suposta vítima mora sozinho e filhos vieram do Rio de Janeiro, depois de 24 anos, para o velório. Mesmo com alguns desconfiados de que o corpo não era de Manoel Romão, o caixão já estava dentro da cova, no cemitério São Benedito, centro daquela cidade, um senhor conhecido como Bernardo impediu que iniciasse o sepultado, dizendo que Manoel Romão estava vivo em casa.

Populares retiram o caixão da cova e começaram a questionar de quem, então, seria o corpo vítima do acidente. Tratava-se de Eliomar Moreira Felix, conhecido como Nego Bita, morador do Bairro Floresta. Um jovem de nome De Assis chegou momentos depois de o caixão ser retirado da cova, reconhecendo que ali era o seu pai.

Segundo o filho, a família estava a sua procura e quando souberam que bicicleta da vítima estava na delegacia e que o enterro estava previsto para o cemitério São Benedito.













Fonte: Campo Maior em Foco