Familiares de passageiros colhem material para exame de DNA

A medida foi estabelecida para que a identificação será mais rápida caso encontrem corpos

Familiares de passageiros do voo 447 da Air France, desaparecido desde a noite do último domingo (31), serão submetidos à coleta de material para possível exame de DNA. O anúncio foi feito por Guillaume Denoix de Saint-Marc, porta-voz da associação de vítimas, segundo o jornal francês "Libéracion".

De acordo com Saint-Marc, a medida foi estabelecida pelas autoridades para, caso sejam encontradas vítimas, a identificação será mais rápida.

O porta-voz também informou que os parentes dos passageiros se reuniram nesta terça-feira em Roissy (França) e ainda têm esperança de encontrar sobreviventes.

O voo 447 desapareceu sobre o oceano Atlântico, no trajeto entre o Rio e Paris, com 228 pessoas a bordo --216 passageiros e 12 tripulantes. Entre eles há 58 brasileiros, de acordo com a companhia aérea.

A Aeronáutica informou na manhã desta terça que, durante as buscas ao Airbus, foram localizados poltrona, boia de cor laranja, tambor, querosene e óleo. O material, no entanto, ainda não foi retirado das águas --o que deve ocorrer somente amanhã, quando navios da Marinha chegarão ao local.

As peças serão analisadas em busca de um código de série para saber se são do Airbus que fazia o voo AF 447.

"Não podemos confirmar que é a aeronave da Air France. É necessário que sejam retiradas das águas essas peças", afirmou o coronel Jorge Amaral, subchefe de comunicação da FAB (Força Aérea Brasileira).

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br