Fazendários denunciam desvio de funções que provocou até acidentes

Em Parnaíba, uma viatura de fiscaliza- ção com um policial militar e um técnico capotou e ambos ficaram feridos.

Os técnicos fazendários do Piauí estão sendo obrigados a trabalhar também como motoristas das viaturas de fiscalização e o resultado disso, além do desvio de função, são acidentes que colocam em risco a vida dos funcionários. Em Parnaíba, uma viatura de fiscalização com um policial militar e um técnico capotou e ambos ficaram feridos.


Fazendários denunciam desvio de funções que provocou até acidentes

?Não podemos permitir que os técnicos sejam obrigados a trabalhar também como motoristas. O governo precisa resolver o problema e cumprir a decisão do Tribunal de Justiça do Piauí que suspendeu a

portaria do secretário Silvano Alencar (Fazenda) autorizando esse desvio de função?, diz o técnico fazendário Wilson Silva, do Sindifaz.

?No interior do Estado, essa irregularidade ainda está ocorrendo. Os técnicos não devem se submeter essa imposição?, afirma o ténico Wilson Silva. Ele acrescenta que outro problema da atual gestão é a

compra de 28 veículos modelos Hillux, por R$ 2,6 milhões, pela Secretaria da Fazenda, que estão amontoados no Posto Fiscal da Tabuleta, zona Sul de Teresina, por falta de motoristas para conduzí-las.

O Sindifaz avalia que o Estado deixa de arrecadar R$ 2 milhões mensais com as quase três dezenas de novas viaturas paradas. Antes da compra, a Sefaz contava com 20 viaturas. ?De que adiantou gastar esse dinheiro todo se não temos os motoristas para colocá-las em operação??, questiona o presidente Manoel Filho.

Levando em conta o desvio de função e a falta de treinamento prévio por parte das equipes para a direção dos veículos, o Tribunal de Justiça tornou sem efeito portaria do secretário autorizando a prática.

Fonte: Jornal Meio Norte