Feira inova com cosméticos de ouro em São Paulo

O produto é uma das novidades da FCE Pharma

Os homens acima dos 30 anos ganharam um aliado na luta contra a barriga com um mínimo de esforço. Acaba de entrar no mercado brasileiro uma substância batizada de Abdoliance, que promete prevenir e reduzir o acúmulo de gordura da região abdominal masculina apenas com a aplicação na pele. O produto é uma das novidades da FCE Pharma, feira internacional de tecnologia para a indústria farmacêutica que acontece até quinta-feira (28), na Zona Sul de São Paulo.

Segundo a farmacêutica Kennya Macedo, executiva técnica da Idealfarma, empresa que trouxe o Abdoliance para o Brasil, o produto é uma combinação da cafeína do guaraná com uma substância extraída da laranja e batizada de hesperidina. A substância é vendida apenas com prescrição médica e em farmácias de manipulação.

A explicação para o produto ser voltado para os homens acima dos 30 anos está na oscilação hormonal que começa nessa faixa etária, justifica Kennya. Segundo ela, a hesperidina atua inibindo a ação de outra substância, a aromatase. ?A aromatase age no organismo tranformando a testosterona do homem em estrogênio, o hormônio feminino?, resume.

Essa transformação de hormônio masculino em feminino, diz a farmacêutica, favorece o acúmulo de gordura na região abdominal dos homens. ?Com o declínio da testosterona, a facilidade que o homem tinha de queimar gordura naturalmente cai?, explica.

?É por isso que o produto é indicado para os homens. As mulheres até podem usar, mas a ação da hesperidina ficará em segundo plano. Homens mais novos também podem, mas eles não estão na faixa etária em que há a ação da aromatase?, esclarece. Nesses dois casos, diz Kennya, os dois grupos se beneficiariam principalmente da ação da cafeína, que acelera o metabolismo e atua queimando a gordura já existente.

?O Abdoliance ajuda a prevenir a transformação da testosterona e o consequente acúmulo de gordura. Essa é a novidade?, diz Kennya. Segundo a empresa, é possível reduzir quase 2 centímetros do diâmetro da cintura em até 28 dias de uso. O Abdoliance é vendido misturado a algum creme hidratante, que deve ser espalhado na região abdominal.

Cosmético de ouro

O uso de ouro na formulação de batons já existe no Brasil, a novidade é que a substância também pode ser aplicada em outros cosméticos, como gloss, blush, hidratante e até xampu. Essa é a proposta da Cosmotec, empresa que importa folhas de ouro 24 quilates comestíveis do Japão e as vende como matéria-prima para empresas do ramo de cosméticos no país.

O diferencial do ouro é o brilho que ele dá ao cosmético nos lábios ou na pele. De acordo com Tatiana Francine, gerente de comunicação de mercado da Cosmotec, o ouro pode ser usado em pequenas ou grandes proporções nos cosméticos: quanto maior a proporção, mais caro e luxuoso o produto será.

Mas o consumidor terá de esperar para que esses cosméticos com ouro ganhem as prateleiras dos supermercados e perfumarias do país. O que está à venda, por enquanto, é a matéria-prima. Tatiana adianta que não faltam empresas interessadas em comercializar cosméticos dourados por aqui.

A utilização responsável da água também levou a Cosmotec a desenvolver produtos e matérias-primas que dispensam o enxágue. É o caso de um gel para barbear que não precisa ser retirado após a passagem da lâmina e de um hidratante para o cabelo que também pode ser usado no corpo e não necessita de água.

Iluminador do olhar

Entre as novidades apresentadas nas duas feiras, também está um creme iluminador do olhar batizado de Cytobiol Lumin-Eye e importado pela Brasquim. De acordo com a farmacêutica Andréa Adams Schvan, gerente técnica da empresa em São Paulo, a substância se diferencia das demais existentes no mercado por conter extrato de uma planta que tem ação antioxidante, além de silício orgânico e vitamina B3.

A novidade, diz Andréa, é que o produto age em várias frentes, restaurando o fluxo sanguíneo da região e reforçando os tecidos de sustentação das pálpebras.

Assim como o creme para reduzir a indesejável barriga masculina, o iluminador do olhar também precisa de receita médica para ser adquirido em farmácias de manipulação.

Fonte: g1, www.g1.com.br