Feministas distribuem alfinetes para mulheres contra "encoxador"

Feministas distribuem alfinetes para mulheres contra "encoxador"

O objeto pontiagudo foi distribuído com a mensagem "Não me encoxa que eu não te furo", lema da campanha.

Feministas do movimento Mulheres em Luta distribuíram alfinetes para mulheres contra "encoxadores" no Metrô de São Paulo na manhã desta sexta-feira (4).

O objeto pontiagudo foi distribuído com a mensagem "Não me encoxa que eu não te furo", lema da campanha.

Segundo as organizadoras, a ação pretende dar "condições mínimas para que as mulheres se protejam em casos de abuso".

O Metrô informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que o movimento não tem vínculo com a companhia. Ainda de acordo com o Metrô, a distribuição dos alfinetes ocorreu na área externa da estação Capão Redondo, na Zona Sul da capital paulista, e não interferiu na circulação da Linha 5-Lilás nem no funcionamento da estação.

"Encoxadores"

A Polícia Civil de São Paulo está investigando a ação de criminosos que, além de assediar mulheres no transporte público, filmam, fotografam e divulgam imagens na internet. Até o dia 20 de março, foram presos 17 suspeitos de abuso no Metrô e nos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

O crime, conhecido como "frotteurismo" (ato de se esfregar em outra pessoa), é chamado nas comunidades virtuais investigadas pelos termos "encoxadas" e "encoxadores".

Para praticar o delito, homens usam telefones celulares, máquinas fotográficas e até microcâmeras escondidas para registrar o próprio abuso contra vítimas dentro de ônibus ou de vagões e plataformas lotados do Metrô e da CPTM. O objetivo é encostar na vítima, principalmente nas nádegas ou nos seios, ou exibir o órgão sexual masculino.

Fonte: G1