Fiéis enfrentam "tapete de brasas" com os pés descalços pela fé durante festa de São João

Fiéis enfrentam "tapete de brasas" com os pés descalços pela fé durante festa de São João

Passagem por cima de fogueira é ponto alto da comemoração na cidade

O ponto alto da festa de São João em Charqueada (SP) é o momento em que fiéis correm descalços sobre as brasas da fogueira. A passagem ocorre sempre no final do evento, exatamente à 0h, após o último dia de celebração ao santo católico. A festa neste ano foi realizada entre sexta-feira (21) e este domingo (23), no bairro Córrego da Onça.

Dezenas de pessoas realizam a tradição. O torneiro mecânico Daniel Assarice, de 28 anos, é uma delas e diz que anda sobre as brasas desde quando era uma criança de 9 anos de idade.

Ele afirma que, em todo esse período, só se machucou uma vez e não foi por causa das chamas. "Eu pisei em uma latinha de cerveja que alguém jogou na fogueira. Fez bolha, mas logo sarou", disse o jovem que nasceu e cresceu no bairro Córrego da Onça.

"É a fé"



Para Assarice, o ato de caminhar sobre as brasas é uma demonstração de devoção. "É a fé que a gente tem em São João. O ritual serve para eu mostrar que acredito na vida e agradecer por mais um ano", afirmou o torneiro mecânico.

Lucas Toniollo, de 15 anos, fez o ritual pela primeira vez na madrugada desta segunda-feira (24). Ele também disse que a crença religiosa foi a motivação para tentar a travessia, além do incentivo do amigo Vitor Amorim, de 17 anos, que caminhou sobre o carvão ardente pela segunda vez neste ano.

"Dizem que quando se tem fé, a gente passa pela fogueira e não se queima. Eu não me queimei e ano que vem vou andar outra vez na brasa", disse Toniollo. Se depender dos jovens, a tradição deve se manter, apesar de o número de pessoas que fazem o ritual ser cada vez menor. "Eu tinha um pouco de medo antes de passar pela primeira vez, mas agora não tenho mais. Quero passar sempre agora", afirmou Amorim.

A comemoração junina de Charqueada acontece há cerca de 80 anos de tradição e atualmente costuma reunir pessoas não só da cidade, mas de toda região. Uma das comidas tradicionais do evento é o chamado "frango atropelado", de acordo com informações da organização.



Fonte: G1