Fifa aplaude democracia brasileira e reconhece direito de protestar

A segunda-feira foi mais um dia de protestos pelo País

O coordenador de Responsabilidade Social da Fifa, Federico Addiechi, fez nesta terça-feira elogios aos protestos ocorridos Brasil afora nos últimos dias e minimizou o fato de as manifestações estarem ocorrendo durante a Copa das Confederações.

"O direito de se manifestar é uma grande coisa e podemos ver isso acontecendo no Brasil. O Brasil é um país democrático", declarou o funcionário da entidade máxima do futebol em entrevista.

Os protestos começaram há mais de uma semana e tiveram o dia mais agitado nesta segunda, quando mais de 250 mil manifestantes foram às ruas de várias cidades. Embora o aumento das tarifas de transporte público e os gastos com os dois eventos da Fifa apareçam como as maiores reclamações, Addiechi enalteceu o direito das pessoas de fazerem reivindicações.

"Mesmo que isso esteja acontecendo durante a Copa das Confederações ou se acontecer durante a Copa do Mundo ou em qualquer momento, as pessoas, em uma democracia, têm o direito de protestar, e temos que aplaudir essa oportunidade. Isso é algo positivo, condenando, é claro, qualquer ato de violência que vimos acontecer".

Entre as quatro cidades que já sediaram jogos da Copa das Confederações até agora, apenas Recife não teve protesto no dia das partidas. Brasília no sábado, Rio de Janeiro, no domingo, e Belo Horizonte, na segunda, tiveram manifestações perto dos estádios.

Fonte: Terra, www.terra.com.br