Filha de Oscar Niemeyer é enterrada no Rio

Anna Maria morreu aos 82 anos em consequência de um enfisema pulmonar


Filha de Oscar Niemeyer é enterrada no Rio
O corpo da designer Anna Maria Niemeyer, filha de Oscar Niemeyer, foi enterrado no início da tarde desta quinta-feira (7), no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul do Rio.

O administrador Carlos Oscar Niemeyer, filho de Anna, lembrou que o avô esteve pela última vez com sua mãe, no domingo (3), durante uma visita ao Hospital Samaritano, onde Anna Maria ficou mais de 40 dias internada.

Neto relembra última visita

A filha do arquiteto morreu aos 82 anos em consequência de um enfisema pulmonar, na tarde de quarta-feira (6). Segundo Carlos Oscar, durante o tratamento, Anna chegou a receber alta, mas voltou a ser internada no dia 1º de junho. Ela teve cinco filhos,13 netos e quatro bisnetos.

Carlos Oscar contou que sua mãe e o avô eram muito próximos e costumavam se falar todos os dias. Ele diz que Niemeyer ficou muito abalado ao receber a notícia da morte da única filha.

Em foto de 2007, Oscar Niemeyer posa ao lado de Anna Maria (Foto: Marco Antônio Teixeira/ Ag. O Globo)Em 2007, Oscar Niemeyer posa ao lado de Anna

Maria (Foto: Marco Antônio Teixeira/ Ag. O Globo)

"O pai receber a notícia da morte de um filho é uma coisa extremamente difícil, imagina para um pai de 104 anos, a situação é ainda mais complicada", comentou Carlos.

Aguardado durante o velório, Oscar Niemeyer, que segundo parentes manifestou vontade de ir ao enterro da filha, não foi ao Cemitério São João Batista. De acordo com os parentes, os médicos avaliaram as condições de saúde do arquiteto, que recentemente passou por uma internação.

Galerias de arte

Anna Maria Niemeyer era marchand, designer e arquiteta de interiores. Ela tinha duas galerias de arte com seu nome, localizadas na Gávea, Zona Sul do Rio. Segundo o site da galeria, desde muito cedo Anna Maria colaborou com o pai em projetos de arquitetura.

Nascida no Rio de Janeiro, ela dedicou-se à ambientação de interiores, tendo realizado projetos no Palácio da Alvorada, no Palácio do Planalto, no Congresso Nacional e no Supremo Tribunal Federal, em Brasília, onde morou de 1960 a 1973.

Fonte: G1