Abalado, filho de Chorão alterna momentos de raiva e calma, revela tio

Alexandre chegou por volta das 13h50 ao IML (Instituto Médico Legal) do Hospital das Clínicas, em São Paulo

O filho de Chorão, Alexandre, tem alternado momentos de raiva e calma desde que soube da morte do pai, na madrugada desta quarta-feira (6). A informação foi dada por Murilo, tio do rapaz de 23 anos e irmão de Thais Lima, primeira mulher do cantor do Charlie Brown Jr e mãe do jovem.

Segundo ele, Alexandre liga constantemente para o celular de Chorão, pedindo para que o pai atenda o telefone. Estudante de cinema, o rapaz havia se reaproximado do pai recentemente e filmava as apresentações do Charlie Brown Jr. "Ele estava vivendo um momento muito bonito com o pai", disse Murilo.

Alexandre chegou por volta das 13h50 ao IML (Instituto Médico Legal) do Hospital das Clínicas, em São Paulo, com documentos para liberação do corpo do cantor. O jovem estava a pé e não falou com a imprensa.

Morte

Chorão -- batizado de Alexandre Magno Abrão -- foi encontrado morto na madrugada desta quarta (6) em seu apartamento, que fica no oitavo andar de um prédio no bairro de Pinheiros, em São Paulo.

As circunstâncias da morte estão sob investigação do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa). Segundo o delegado Itagiba Franco, da Polícia Divisionária do Departamento de Homicídios, o motorista e o segurança do músico chamaram o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) por volta das 4h30 desta quarta.

A equipe de socorro encontrou o corpo do músico de bruços no chão da cozinha, com as mãos machucadas e já sem vida, sozinho em casa. O apartamento estava revirado, sujo e havia bastante vestígio de sangue.

Bebidas e pó branco também foram encontrados no local, mas o delegado não confirmou se era droga.



Fonte: UOL